Bilhete em QR Code! Metrô de BH testa novidade a partir desta terça; entenda

CBTU/Divulgação

Usuários do metrô de Belo Horizonte já podem adquirir bilhete unitário em QR Code. A novidade, que está em fase de testes, é válida somente para embarque na estação Central e teve início nesta terça-feira (11).

A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) informa que os testes acontecerão durante um mês e que o objetivo é proporcionar rapidez e agilidade aos usuários do metrô. As vendas acontecerão em duas bilheterias da Estação Central e dois validadores foram instalados nas catracas.

O valor do bilhete é o mesmo do convencional, R$ 1,80, e a compra também pode ser feita em cartão de débito, nas bandeiras Elo, Visa e Mastercard. Os que desejarem comprar com cartão deverão dirigir-se à máquina de autoatendimento que está instalada perto da bilheteria 2, na entrada da praça Rui Barbosa.

Para embarcar, o usuário deve aproximar o bilhete ao leitor da catraca. O QR Code tem validade de 72 horas e está sendo desenvolvido pela Autopass, empresa de tecnologia e serviços associados à mobilidade urbana. Equipes estarão na estação para orientar o público sobre como usar a novidade.

A adoção de novos tipos de bilhete é uma das mudanças da CBTU com o intuito de modernizar a bilhetagem eletrônica. Visando melhorar a integração com os transportes metropolitanos, está sendo estudada a instalação de terminais de autoatendimento e a possibilidade de recarga online de cartões.

Após a fase de teste do bilhete em QR Code, acontecerá uma análise e com isso a CBTU poderá avaliar a possibilidade de implantação do serviço nas 19 estações. Caso seja aprovado, haverá um processo licitatório. Anualmente mais de 58 milhões de usuários utilizam o metrô na capital.

Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política.