Home Notícias Minas Gerais Operação Infiltrados combate fraude a licitações em Tocantins, na Zona da Mata

Operação Infiltrados combate fraude a licitações em Tocantins, na Zona da Mata

O Ministério Público de Minas Gerais, as polícias Militar e Civil de Minas Gerais deflagraram na manhã desta quarta-feira (10) a operação Infiltrados, com o objetivo de combater a atuação de uma organização criminosa estruturada para fraudar licitações no município de Tocantins, na Zona da Mata.

Os investigados provocaram danos ao município de Tocantins estimados em cerca de R$ 1,12 milhão, em  fraudes a licitações e contratos nulos firmados entre as empresas investigadas e o município de Tocantins, que tem cerca de 16 mil habitantes (IBGE, 2010).

Foram cumpridos seis mandados de prisão, incluindo um secretário Municipal de Tocantins, e 20 de busca e apreensão, em Tocantins, Guiricema, Ubá, Belo Horizonte, Congonhas, e Ubatuba (SP). Os envolvidos no esquema criminoso são de Tocantins.

As provas demonstram que agentes políticos e públicos, empresários e advogados integraram a organização criminosa, de forma a constituir dois núcleos – “político” e “criminal” -, praticando diversas fraudes às licitações e contratos.

A operação foi realizada por meio da Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público de Ubá; do Grupo Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco Regional/ Visconde de Rio Branco); do Grupo Especial do Patrimônio Público (Gepp); do Grupo de Apoio Operacional Policial (GOP), ligado ao Núcleo Especial de Combate à Corrupção (Necc). e contou com a participação de quatro promotores de Justiça e quatro servidores do MPMG, do Grupo Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco/SP), 42 policiais civis e 55 policiais militares de Minas Gerais e, ainda, policiais militares do Estado de São Paulo.

Do MPMG

Comentários