Home Eleições 2018 Bolsonaro admite não comparecer a nenhum debate na TV por estratégia política; Haddad pede participação

Bolsonaro admite não comparecer a nenhum debate na TV por estratégia política; Haddad pede participação

O candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) admitiu na tarde desta quinta-feira (11) que pode não comparecer a nenhum dos debates de emissoras de televisão previstos para ocorrer até o dia 28, quando os brasileiros devem voltar às urnas para votar em segundo turno. Em entrevista ao jornal O Globo, Bolsonaro afirmou que a decisão é por questões de estratégia política, mesmo que seja liberado pelos médicos para participar.

Seu adversário político, Fernando Haddad (PT), divulgou vídeo nesta quinta-feira (11) em que chama o candidato do PSL a debater seus planos de governo nos programas televisivos.

Haddad tem insistido que o povo deve conhecer melhor as propostas de Bolsonaro por meio dos debates, fato que o candidato não fez até agora, diante da permanência de internação hospitalar devido à facada que levou em 6 de setembro, em Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira.

A equipe médica que acompanha o candidato desaconselhou sua presença no último debate do primeiro turno, na TV Globo, e no encontro que estava previsto para esta quinta-feira (11), na TV Bandeirantes.

Na entrevista ao jornal O Globo, Bolsonaro diz que “está vendo Haddad o desafiando agora: ‘quero que você diga o que fez em 28 anos no parlamento’. Eu responderia para ele: ‘Não roubei ninguém, Haddad'”, disse Bolsonaro.

O candidato do PSL ironizou ainda a mudança de logotipo da campanha adversária, que trocou o vermelho do PT pelo verde e amarelo da bandeira brasileira. Bolsonaro chamou Haddad de “camaleão” e pau mandado, ao citar as visitas do petista ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba.

Comentários