Home NotíciasBHKalil sanciona lei que inclui motocicleta, a ‘motolância,’ à frota do Samu em BH

Kalil sanciona lei que inclui motocicleta, a ‘motolância,’ à frota do Samu em BH

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PHS), sancionou a Lei 11.135/2018 que institui o programa Motos que Salvam, no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) na capital. Com isso, a motocicleta, chamada de motolância, será inclusa na frota do Samu.

No Diário Oficial do Município (DOM) desta quinta-feira (18), a lei foi publicada e destaca entre seus objetivos atender ocorrências cujo locais da ocorrência sejam de difícil acesso para as ambulâncias, os veículos de urgência. Para isso, serão levadas em consideração as características geográficas e as condições da malha viária.

Para o parlamentar Doorgal Andrada (PSD), autor do projeto que originou a lei, o deslocamento das ambulâncias pelas ruas de BH está mais difícil devido o aumento no número de veículos que trafegam pela vias. E que o serviço de moto seria favorável é o de indicar à ambulância o endereço correto para o resgate.

“A criação da equipe de apoio visa enviar profissionais mais rapidamente para situações de risco, ajudando a salvar vidas, bem como auxiliar as ambulâncias no deslocamento para as ocorrências”, ponderou Andrada.

Mas são justamente as motocicletas as que mais se envolvem em acidentes na capital que demandam atendimento do Samu. De acordo com informações da Secretaria Municipal de Saúde da capital (SMSA), em 2016 e 2017, foram 11.176 e 11.544 acidentes com motos que demandaram atendimento do Samu-BH, respectivamente. Em 2018, entre 1 de janeiro e 14 de setembro, já foram registradas 6.749 ocorrências.

Como funcionará?

Procurada pela reportagem, a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) foi indagada sobre como o programa será executado. Em nota, informou que o fato de a lei ter sido publicada faz com que o projeto ainda esteja em fase de elaboração. “A implantação depende de recursos financeiros e treinamentos dos profissionais.”

Vitor Fórneas

Vitor Fórneas

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política.

Comentários