Decorações natalinas geralmente são recheadas de enfeites luminosos. Para garantir que a decoração não cause nenhum acidente, é preciso ficar atento. A instalação de luzes e outros aparatos envolve riscos de choques elétricos, curtos-circuitos e incêndios.

De acordo com o engenheiro da Cemig, Demetrio Aguiar, é preciso adquirir produtos de boa qualidade e com o melhor nível de isolamento elétrico e que tenham seus plugs de tomada no padrão ABNT (Tomada Brasileira). O especialista explica que a melhor alternativa é optar por enfeites aprovados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), pois eles são submetidos a testes que garantem o bom funcionamento dos dispositivos e que oferecem segurança.

“Instalações feitas de forma incorreta são perigosas e podem provocar choque elétrico e princípios de incêndio. A instalação dos enfeites deve ser feita de forma segura, de acordo com a especificação técnica de cada aparelho e, principalmente, evitando-se as gambiarras”, alerta o engenheiro.

Demetrio destaca ainda que nunca se deve ligar muitos aparelhos em uma mesma tomada, utilizando os adaptadores conhecidos como “Ts” ou benjamins. “Esses dispositivos provocam sobrecarga e, consequentemente, o mau funcionamento dos aparelhos, o que pode causar acidentes”, afirma.

A recomendação é utilizar filtros de linha para reduzir o problema. “Mas, para isso, é preciso que esse equipamento tenha um dispositivo interno de proteção contra sobrecarga, que, além de proteger a instalação provisória, possua um interruptor que permita o desligamento da iluminação quando as pessoas forem dormir ou sair de casa, evitando que esses permaneçam ligados e consumam energia elétrica sem necessidade, em horário que praticamente ninguém verá o enfeite ligado”, explica Demetrio.

O uso de adaptadores em tomadas de enfeites antigos – muitas vezes incompatíveis com o novo padrão de plugues e tomadas – também deve ser evitado, já que esses dispositivos oferecem os mesmos riscos que “Ts” ou benjamins.

A Cemig ressalta que, no caso de falhas em instalações elétricas dentro do imóvel, um eletricista particular deve ser contatado. Em caso de falhas na rede elétrica externa, basta ligar para 116, que é da central de atendimento da companhia.

Fique atento a outras dicas de segurança:

– É fundamental orientar as crianças sobre os perigos da rede elétrica e evitar a que elas se aproximem dos enfeites luminosos. Os animais domésticos também devem ficar longe da decoração. Coloque caixas embrulhadas como presentes de forma a constituir uma barreira física para dificultar o acesso aos enfeites luminosos;

– Para a instalação de lâmpadas decorativas nas fachadas das casas, jardins e praças, deve-se respeitar a distância mínima de 1,5 metro em relação à rede elétrica;

– Não instale lâmpadas decorativas utilizando os postes e padrões da Cemig;

– Todos os enfeites devem ser instalados bem afixados para que o vento não os direcione contra a rede elétrica;

– O conjunto da tomada de energia deve ser desligado ao substituir lâmpadas;

– Evite deixar a instalação em área sujeita à chuva ou a alagamentos;

– Proteja os pontos das conexões elétricas e as tomadas adequadamente;

– Siga corretamente as instruções do catálogo do fabricante dos enfeites e demais produtos;

– Dê preferência a lâmpadas de LED. Além de econômicas, não geram aquecimento;

– Por fim, é importante que todas as residências tenham instalado o disjuntor DR que interrompe instantaneamente o fornecimento de energia em caso de choque elétrico. Tal dispositivo pode ser encontrado em casas de materiais elétricos e a sua instalação deve ser feita por eletricista profissional. O seu uso é obrigatório desde desde 1997, conforme NBR 5410.