Home Notícias BH Praça da Liberdade registra primeiro roubo e protesto desde sua reabertura

Praça da Liberdade registra primeiro roubo e protesto desde sua reabertura

Após ficar cerca de cinco meses fechada, a Praça da Liberdade, localizada na região Centro-Sul da capital, voltou a sua rotina normal, desde que foi reaberta ao público na última segunda-feira (3). Desde a data de reinauguração, um roubo e uma manifestação já foram registrados no local.

O roubo aconteceu nesta quarta-feira (5), por volta das 12h. Segundo o boletim de ocorrência, uma mulher de 45 anos, que trabalha na região, caminhava pela praça quando um homem puxou o aparelho celular de seu bolso e correu em direção à avenida Bias Fortes.

Uma estudante que passava pelo local seguiu o homem até a rua Rio de Janeiro com Álvares Cabral, onde ele foi contido por militares do Corpo de Bombeiros. Ele estava agressivo e, quando foi detido pela Polícia Militar, quebrou o vidro traseiro da viatura com um chute. O autor foi conduzido para a UPA Centro-Sul, onde se recusou a ser medicado, e levado para uma delegacia da Polícia Civil.

Protesto

Outro acontecimento na Praça da Liberdade desde a sua inauguração foi um protesto ocorrido na segunda-feira (3), dia em que a praça foi reaberta. Cerca de 80 perueiros estacionaram seus veículos e fecharam a via lateral da praça. Eles foram acompanhados pela Polícia Militar e depois se deslocaram até a Praça da Assembleia.

Luzes de Natal

A tradicional decoração natalina, que anualmente leva milhares ao local, será inaugurada nesta quinta-feira (5), às 19h15. De acordo com a Cemig, um teste será feito na quarta.

Tombada pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG) e pela Prefeitura de Belo Horizonte, a Praça da Liberdade é um dos locais mais emblemáticos da cidade desde o período de sua construção, de 1895 a 1897, época também da inauguração de Beagá, desenhada pelo engenheiro Aarão Reis.

Comentários