Home Notícias BH Monitor é preso após estuprar aluno de 9 anos em escola na Zona Sul de BH

Monitor é preso após estuprar aluno de 9 anos em escola na Zona Sul de BH

Matéria atualizada às 15h25 em função do recebimento do posicionamento da Secretaria Municipal de Educação 

Um monitor de 28 anos foi preso, nessa quarta-feira (5), suspeito de estuprar um aluno, de 9, na Escola Municipal Vila Fazendinha, no aglomerado da Serra, região Centro-Sul de Belo Horizonte.

À Polícia Militar (PM), o homem contou que ao término da aula de artes, na última sexta-feira (30), perguntou ao menor se ele era homossexual. Depois disso, trancou a porta de uma sala e fez com que o aluno tocasse o órgão genital dele, abaixou o short da criança e a obrigou a praticar sexo oral. Após o ato, disse ter liberado o aluno e foi embora da instituição.

Desde a data da ocorrência, os militares estavam à procura do suspeito. O nome dele foi informado à polícia por familiares. Por conta disso, ele saiu de sua casa e dormiu alguns dias na rua e na residência do namorado.

Nessa quarta-feira, a PM foi informada de que o monitor estaria no Centro de BH e por lá ele foi encontrado na companhia do namorado. Para justificar o crime, ele disse que estava triste com o término de um relacionamento e que teria feito uso de drogas antes de lecionar.

A Secretaria Municipal de Educação de Belo Horizonte informou, em nota, que neste tipo de caso a “tolerância é zero” e anunciou a demissão do profissional. “O acusado foi demitido imediatamente e já está preso”, afirmou.

Órgãos especializados em Defesa da Criança e do Adolescente estão acompanhando o caso e as devidas providências estão sendo tomadas.

Menor internado

Após sofrer o abuso sexual, a criança foi atendida no Hospital Odilon Behrens e ficou internada. Ele foi encaminhado para os procedimentos necessários junto à Assistência Social.

O suspeito foi preso e encaminhado para a Delegacia Especializada de Plantão de Atendimento a Mulher.

Nota da Secretaria Municipal de Educação de Belo Horizonte

Em relação a denuncia de abuso sexual em uma escola municipal, a Secretaria Municipal de Educação informa que nessa situação a tolerância é zero. O caso é considerado como gravidade extrema e tratado com severidade pela SMED. Todas as providências estão sendo tomadas. O acusado, um monitor contratado para um programa específico, e não professor como reportado incorretamente por alguns veículos, foi demitido imediatamente e já está preso. A criança e a família estão sendo acompanhadas pela escola. A criança também já está recebendo acompanhamento de órgãos especializados em defesa da criança e do adolescente vítimas de violações.

Vitor Fórneas

Vitor Fórneas

Jornalista no Portal Bhaz

Comentários