Home Notícias BH Lixômetro recolhe 21 toneladas de lixo, em quatro dias, na Praça Sete

Lixômetro recolhe 21 toneladas de lixo, em quatro dias, na Praça Sete

Desde que foi instalado na, na Praça Sete, no coração da capital, na última segunda-feira (10), o Lixômetro acumulou 21 toneladas até essa quinta-feira (13). O número mostra que os belo-horizontinos que transitam pela região da praça ficaram mais ‘porcalhões’. Isso porque o resultado é 110% maior que o registrado em 2017, quando o sistema recolheu 10 toneladas, em três dias de ação.

Neste ano, de 10 a 13 de dezembro, todo o lixo retirado dos quatro quarteirões ao redor da Praça Sete foram acondicionados em recipientes transparentes.

A ação é promovida pela PBH, por meio da Superintendência de Limpeza Urbana. O Lixômetro tem como objetivo alertar a população sobre o grande volume de lixo enviado anualmente aos aterros sanitários, os riscos de alagamentos e doenças, quando os resíduos são descartados indevidamente nas vias públicas, e também chamar a atenção para o visual negativo que a sujeira provoca.

Técnicos de Mobilização Social da Superintendência de Limpeza Urbana dialogaram com os cidadãos em uma tenda montada no local, onde orientaram os pedestres sobre o descarte correto do lixo e a importância desse cuidado para o meio ambiente e a vida das pessoas.

“É fundamental que a população continue colaborando com a limpeza da cidade, não jogando lixo nos espaços públicos e jamais expondo os resíduos fora do dia e horário de coleta”, afirma a PBH.

Dados da limpeza urbana

Em Belo Horizonte, por dia, os garis da SLU recolhem cerca de 2.800 toneladas de resíduos ou 400 caminhões repletos de lixo. Confira:

– 500 toneladas de entulho e terra, por dia (71 caminhões cheios);
– 1.900 toneladas de resíduos domiciliares, por dia (271 caminhões cheios);
– 230 toneladas de resíduos de deposição clandestina, por dia (32 caminhões cheios);
– 50 toneladas de resíduos de varrição, por dia (7 caminhões cheios);
– 120 toneladas em coletas de limpezas diversas, por dia (17 caminhões cheios).

Com PBH

Comentários