Home NotíciasBrasilCãozinho morre dentro de apartamento e acende o alerta para cuidados necessários durante o calor

Cãozinho morre dentro de apartamento e acende o alerta para cuidados necessários durante o calor

Um cachorro da raça bulldog francês morreu no Rio de Janeiro (RJ) por conta do forte calor da capital carioca. Quando a dona chegou em casa, o animal já estava morto. O cão chegou a ser socorrido por uma veterinária, mas foi constatado o óbito.

Segundo a Subsecretaria de Bem-Estar Animal, os animais que possuem o focinho mais curto estão mais propícios a casos de hipertermia. O órgão informa que o controle de temperatura do animal não é igual ao do ser humano, pela eliminação do suor. O cachorro não possui glândulas sudoríparas e, com isso, usa a respiração com a língua para fora para controlar a temperatura interna.

Existem outras raças, além do bulldog francês, que exigem atenção neste período de altas temperaturas. São elas: o boxer, bulldog inglês, pug e o shitzu. Outra dica importante é aparar os pelos, o que ajuda a amenizar o calor intenso. As informações são do G1.

É recomendável também que, para os animais ficarem sempre em segurança, se deixe um pedaço da janela sempre aberto, mantenha água fresca e um ventilador no local. Se o animal não estiver bem, os veterinários recomendam que o mesmo seja envolto em uma toalha molhada e levado a um serviço de urgência e emergência.

Recorde de calor

A cidade do Rio de Janeiro bateu recorde de temperatura nessa terça-feira (8), quando os termômetros do Sistema Alerta Rio marcaram 42,2ºC. A marca foi registrada às 11h45 na Estação Meteorológica Guaratiba, na região Oeste do Rio.

Em Belo Horizonte, a temperatura não chegou a um índice tão elevado, mas o clima está quente e seco. A previsão para hoje, conforme a Defesa Civil de Belo Horizonte, foi de 31°C para a máxima, além de umidade relativa em torno de 35%.

Com Agência Brasil

Vitor Fernandes

Vitor Fernandes

Repórter do BHAZ desde fevereiro de 2017. Jornalista graduado pela PUC Minas, com experiência em redações de veículos de comunicação. Trabalhou na gestão de redes do interior da Rede Minas e na parte esportiva da UOL.

Comentários