Home Notícias BH ‘Brincadeira privada’: Belo-horizontinos pedem desculpas por ofensas a nordestinos

‘Brincadeira privada’: Belo-horizontinos pedem desculpas por ofensas a nordestinos

Após um vídeo polêmico de um professor e um empresário ofendendo nordestinos viralizar, os belo-horizontinos Vinicius Raposo, de 29 anos, e Lucas Paolinelli, de 32, emitiram um nota de desculpas. Os dois afirmam que o vídeo foi “gravado em uma roda de amigos, e visava uma brincadeira privada”. Eles ainda se dizem arrependidos e pedem “desculpas a todas as pessoas que de alguma forma foram atingidas pelo conteúdo desse vídeo”.

Eles exaltam a vitória do presidente Jair Bolsonaro (PSL) em um restaurante quando tudo ocorreu, no dia 30 de dezembro do ano passado. Um deles diz que o capitão da reserva vai excluir os nordestinos “do grupo” e que “a gente não vai mais suportar esse pessoal do Acre, de Roraima, esse pessoal do Norte”. O outro, por sua vez, disse que a “galera do Nordeste tem que parar de gastar o dinheiro que o Sudeste produz”.

Um dos protagonistas é Vinicius Raposo, de 29 anos – que pode ser visto com a camisa do Galo na filmagem. Ele cursava doutorado em Zootecnia na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em 2018 e também aparece como professor de cursos EAD no site do Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG). O segundo homem que aparece no vídeo é Lucas Paolinelli, de 32 anos. Ele é sócio da empresa mineira Ramos e Campos Importação e Exportação Ltda, conhecida como Primus Gemstones.

Na nota divulgada, eles dizem que não tiveram a “intenção de agredir verbalmente qualquer pessoa ou grupo de pessoas” com a “brincadeira”, mas que reconhecem “ser infeliz e de péssimo gosto”. No fim, eles pedem desculpas e afirmam ter “certeza de que esse tipo de assunto não deve ser motivo de brincadeiras, mesmo que internas”.

Leia a nota na íntegra:

“Vimos, através da presente nota, pedir desculpas e retratar-nos do conteúdo do vídeo gravado em 30/12/2018 e viralizado nos últimos dias.

Em momento algum, tivemos a intenção de agredir verbalmente qualquer pessoa ou grupo de pessoas, tampouco quisemos expressar ali um sentimento de ódio, preconceito, discriminação ou incitação de violência. Nunca foi nossa intenção.

Aludido vídeo foi gravado em uma roda de amigos, e visava uma brincadeira privada, brincadeira essa que, reconhecemos ser infeliz e de péssimo gosto. Veiculada de forma descontextualizada, tomou proporções inimagináveis, motivo pelo qual, de pronto, a rechaçamos e manifestamos total retratação.

Reiteramos o pedido de sinceras desculpas a todos aqueles que, por qualquer motivo, se sentiram ofendidos com as palavras ditas por nós, que não condizem com as nossas convicções.

Independentemente disso, no entanto, pedimos desculpas a todas as pessoas que de alguma forma foram atingidas pelo conteúdo desse vídeo e expressamos aqui a nossa certeza de que esse tipo de assunto não deve ser motivo de brincadeiras, mesmo que internas.

Lucas Campos
Vinicíus Raposo
Belo Horizonte, 10 de janeiro de 2019″.

Vitor Fernandes

Vitor Fernandes

Jornalista no Portal BHAZ

Comentários