Home Notícias BH Pai leva tiro e morre ao defender filho de bullying em sorveteria na capital

Pai leva tiro e morre ao defender filho de bullying em sorveteria na capital

Policiais militares prenderam um homem de 68 anos apontado como o responsável por assassinar outro, de 48 anos, nessa quarta-feira (9), na região Noroeste de Belo Horizonte. O autor e a vítima teriam se desentendido por conta de uma fala do mais velho, que chamou o filho da vítima de “o gordinho bonitinho, menino simpático, menino inteligente”. O crime ocorreu no bairro São Salvador e a discussão entre eles começou em uma sorveteria. Inicialmente, a informação era de que o homem morto seria o dono do estabelecimento, mas os dois eram clientes.

De acordo com a Polícia Militar (PM), o homem morto não gostou da forma como o idoso falou sobre o filho dele e os dois começaram a discutir. O mais velho resolveu, então, deixar a sorveteria quando percebeu que o pai do garoto, de 11 anos, andava na direção dele. Neste momento, o autor sacou um revólver e atirou contra o rosto da vítima. Testemunhas que estavam no estabelecimento contaram aos policiais que o autor praticou bullying contra o filho da vítima.

A vítima foi baleada em um dos olhos e chegou a ser socorrida para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Santa Terezinha, mas não resistiu ao ferimento. O idoso foi detido na mesma região e a arma usada por ele, um revólver calibre 22, foi apreendida. Em conversa com os policiais, o idoso revelou que tinha outra arma guardada em um escritório e o objeto também foi apreendido.

Advogados do autor contaram que ele sofre de princípio de Alzheimer e apresentaram um laudo médico datado de 21 de novembro do ano passado. A ocorrência foi encerrada na Central de Flagrantes 4, no bairro Alípio de Melo.

Comentários