Home Notícias BH Professora desaparece a caminho da escola na Grande BH e família pede ajuda

Professora desaparece a caminho da escola na Grande BH e família pede ajuda

Um caso misterioso mobiliza uma família em São Joaquim das Bicas, na região metropolitana de Belo Horizonte. A pedagoga e professora Eliane Terezinha Ribeiro, de 42 anos, desapareceu há mais de três anos, na manhã do dia 11 de agosto de 2015, ao sair de casa para uma reunião de trabalho.

De acordo com a sobrinha da vítima, Daniele Bicalho, a tia é coordenadora de uma creche em Igarapé, também na Grande BH, e teria uma reunião na prefeitura no dia do desaparecimento. “Ela saiu de casa por volta das 6h45, indo para o trabalho. Como ela fica fora o dia todo, só fomos dar falta na parte da noite, quando o filho dela tentou contato, mas não conseguiu”, relata.

Facebook/Reprodução

A sobrinha de Eliane conta que a família foi até a creche, buscou por toda a cidade, perguntou para moradores do local, mas somente uma pessoa disse ter visto a professora. “A única notícia que tivemos foi de uma conhecida que afirmou ter visto minha tia fazendo o caminho contrário do ônibus que ela pega geralmente. De acordo com essa conhecida, ela estava com um olhar perdido, meio perturbada”, explica.

A família relata que Eliane já sofreu depressão há alguns anos, mas tinha melhorado. “Duas semanas antes de desaparecer, ela estava um pouco triste, parecendo que a depressão havia voltado. O filho dela tentou convencê-la a procurar um profissional, mas ela disse que melhoraria sozinha”.

A sobrinha acredita que a tia teve um surto e ainda está perdida. “Creio que ela está viva, ainda não desistimos de procurar por ela”. Daniele criou uma página para divulgar informações sobre o desaparecimento da professora.

Um boletim de ocorrência foi registrado na Polícia Civil e o caso segue em investigação. Qualquer informação sobre o paradeiro de Eliane, favor entrar em contato com Daniele Cristina Alves (sobrinha): (31) 99155-5272 ou com Diego Ribeiro Torres (filho): (31) 99309-4935. Também é possível contatar direto a Polícia Civil pelo 0800 2828 197.

Vitor Fernandes

Vitor Fernandes

Jornalista no Portal BHAZ

Comentários