Home Notícias Minas Gerais Justiça obriga Vale a resgatar animais da lama sob multa diária de R$ 50 mil

Justiça obriga Vale a resgatar animais da lama sob multa diária de R$ 50 mil

A juíza de direito plantonista da Comarca de Brumadinho, Perla Saliba Brito, determinou que a empresa Vale S.A. proceda de imediato à contratação ou ao fornecimento de equipe capacitada, medicamentos, alimentos, maquinários e todo e qualquer meio adequado ao resgate, acolhimento e tratamento dos animais agonizantes na lama da barragem Córrego Mina do Feijão que rompeu na sexta-feira (25).

Em caso de descumprimento, a magistrada definiu multa diária de R$ 50 mil, além de incursão no crime de desobediência. A juíza enfatizou que essa ação não deve, em hipótese alguma, prejudicar a atuação dos bombeiros no resgate das vítimas humanas.

O pedido foi formalizado pelo deputado estadual do Partido Social Cristão (PSC) por Minas Gerais, Noraldino Lúcio Dias Júnior. Ele afirmou que as atividades inerentes ao salvamento dos animais não têm sido realizadas devido à falta de apoio da empresa causadora do dano.

Uma das preocupações do parlamentar é a questão sanitária, isto é, o risco de doenças por meio de contaminação decorrente dos animais mortos, além da tentativa de salvar os animais que ainda estão com vida, muitos deles pertencentes a agricultores que viviam às margens do rio Paraopeba e imediações.

Nota da Vale

Por meio de nota, a Vale explicou que uma equipe com cerca de 50 profissionais trabalham “incansavelmente no resgate da fauna local nas duas margens do rio Paraopeba”.

Veja na íntegra abaixo!

“Cerca de 50 profissionais trabalham incansavelmente no resgate da fauna local nas duas margens do rio Paraopeba, após rompimento da Barragem I, em Brumadinho (MG). Até o momento, já foram resgatados 26 animais domésticos. A força-tarefa é formada por veterinários, biólogos e auxiliares, contando com voluntários, consultorias e funcionários Vale.

A ação é coordenada pela equipe de biólogos Vale em parceria com o Conselho Regional de Medicina Veterinária, sendo que este mobilizou voluntários para auxiliarem nas ações de resgate e no atendimento nos centros de tratamento veterinário montados para o atendimento, onde estão sendo acolhidos os animais resgatados.

Clique aqui para baixar o vídeo com depoimento de Rafael Rezende Silva, analista de meio ambiente da Vale.

Além desses centros, a ação conta com uma unidade de atendimento móvel, que está sendo utilizada para dar os primeiros atendimentos aos animais resgatados.

Caso alguém tenha informações sobre animais em situação de risco e resgatados a Vale incentiva que a população utilize o 0800 285 7000 ou ligue para o Corpo de Bombeiros.

Todas as informações estão sendo atualizadas em vale.com/brumadinho”.

Do TJMG

Roberth Costa

Roberth Costa é publicitário, repórter e editor no Bhaz.

Comentários