Home Notícias Política Zema cria núcleo de combate à corrupção e critica governos anteriores: ‘Tentaram, parece, abafar’

Zema cria núcleo de combate à corrupção e critica governos anteriores: ‘Tentaram, parece, abafar’

O governador de Minas, Romeu Zema (Novo), anunciou nesta segunda-feira (11) a criação de um Núcleo de Combate à Corrupção. O novo grupo de trabalho estará vinculado à Controladoria-Geral do Estado (CGE) e consta no projeto de reforma administrativa, enviada pelo gestor estadual à Assembleia Legislativa.

Durante o discurso de apresentação do novo núcleo, o governador defendeu a total transparência e o acesso aos dados estaduais. “Tivemos alguns governos que tentaram, parece, abafar essa área, como se fosse conveniente para eles que nada fosse conferido, que a CGE tivesse dificuldades ou restrição de acesso. No meu governo, o acesso tem que ser total e não pode haver caixas-pretas”, afirmou.

Na avaliação de Zema, as instituições necessitam de estruturas robustas de controladoria e auditoria para serem viáveis. “Em um Estado que tem mais de 460 mil servidores é essencial que isso esteja funcionando bem. Dentro do possível temos que adotar mais medidas preventivas – que inibam as ações delituosas, as fraudes – do que punitivas. Prevenir é mais barato e melhor do que correr atrás de culpados”, pontuou o governador.

O grupo vai atuar em investigações de supostos casos de corrupção no Estado. Essa apuração será feita a partir do cruzamento de diversas bases de dados da administração, como contratos, compras, pessoal e outras fontes.

O Ministério Público Estadual (MPE) e a Polícia Civil também estarão no auxílio do núcleo. O grupo vai absorver a atual Assessoria de Inteligência em Controle Interno, que hoje é responsável pela produção de informações estratégicas.

“A CGE cria esse núcleo porque entendemos que o órgão precisa ser mais efetivo no combate à corrupção e com atuação estratégica, articulada com as outras entidades. A atuação em rede é fundamental para os bons resultados que queremos colher”, afirmou o controlador-geral do Estado, Rodrigo Fontenelle.

Curso de capacitação

Na mesma cerimônia, a Controladoria-Geral do Estado de Minas Gerais lançou o programa CGE Capacita e deu início à “1ª Semana CGE Capacita: Combate à Corrupção e Inovações em Controle Interno”.

Além de criar cronograma de cursos de qualificação para os servidores em exercício no órgão central e nas unidades setoriais e seccionais de controle interno, o CGE Capacita também pretende projetar os especialistas da CGE, criar ações de reconhecimento e promover intercâmbio com outros órgãos.

Segundo Rodrigo Fontenelle, em meio à crise financeira no Estado, o intercâmbio entre órgãos é o melhor caminho. “Nós temos que ter noção de que estamos em um Estado com uma crise fiscal imensa e a gente tem que ter soluções mais criativas. Então estamos buscando parceiros, como a CGU e outros, para a gente ter uma capacitação, para a gente melhorar a produtividade dos nossos auditores e também dos gestores públicos do Estado com um custo zero ou próximo de zero. Essa é a premissa do CGE Capacita”, explicou.

Com Agência Minas

Comentários