Home Notícias Brasil Virou moda? Nova festa com rodízio ‘open pepeka’ por R$ 300 provoca polêmica

Virou moda? Nova festa com rodízio ‘open pepeka’ por R$ 300 provoca polêmica

Na última semana, um empresário de Goiás foi detido e indiciado por organizar uma festa com rodízio “open xeca”. Ele vai responder criminalmente por exploração sexual alheia. Agora, uma nova festa nos mesmos moldes provoca polêmica na cidade de Canarana, a cerca de 840 km de Cuiabá, no Mato Grosso. O evento organizado por um motel ocorreria em 8 de março, mas foi cancelado por “problemas burocráticos”. Apesar disso, dá o que falar nas redes sociais.

O panfleto da festa circulou pelo Facebook e por aplicativos de mensagens ao longo dos últimos dias. Nele é possível ver a informação de que a festa seria a “portões fechados” e que o valor do primeiro lote era R$ 300, podendo aumentar nos lotes seguintes. Pelo menos 25 modelos teriam sido contratadas para o evento e a lotação máxima foi definida em 50 homens.

Divulgação

O G1 conversou com um homem que se identificou como um dos organizadores da festa. Sem se identificar, ele disse que o rodízio “open pepeka” foi cancelado por “problemas burocráticos”, mas não deu outros detalhes. A Polícia Civil informou que nenhum alvará foi emitido para a iniciativa e que o evento só poderia ser considerado crime caso fosse constatada a presença de menores de idade no local. É que não houve indícios de que as mulheres seriam exploradas.

+ Festa com rodízio ‘open xeca’ e entrada a R$ 300 vira caso de polícia

Roberth Costa

Roberth Costa é publicitário, repórter e editor no Bhaz.

Comentários