Home Guia Bhaz Confira o que há por trás do grande espetáculo OVO do Cirque du Soleil

Confira o que há por trás do grande espetáculo OVO do Cirque du Soleil

Por trás da casca de um OVO existe uma vida, e por trás de um espetáculo existe treino, dedicação e amor pelo que se faz. O novo show do Cirque du Soleil estreou a turnê pelo Brasil e ficará até o dia 17 de março em BH. E que tal dar uma espiadinha de como tudo é preparado até o resultado final?!

Já parou pra pensar em quantas pessoas trabalham por trás de um espetáculo? De como é feito o treino dos atletas? E que para colocar você dentro da história muito estudo é realizado?

Maria Eduarda Faria/BHAZ

Pois é, muita coisa acontece das paredes da arena para trás. E é esse mistério que o BHAZ desvendou e trouxe um pouquinho para vocês.

Maria Eduarda Faria/BHAZ

O espetáculo OVO traz para o público mineiro a oportunidade de acompanhar de perto a magia das cores, o contorcionismo impressionante e as acrobacias de tirar o fôlego do show dirigido pela brasileira Deborah Colker, primeira mulher no comando de um show da companhia.

Maria Eduarda Faria/BHAZ

“É o mundo dos insetos que estamos criando. Quando fiquei sabendo do tema achei um máximo! E logo começamos a estudar os insetos e ver, até por microscópio, seus movimentos e suas formas de agir”, conta Aruna Bataa que representará a aranha branca no espetáculo.

Maria Eduarda Faria/BHAZ

Ela ainda completa que trabalhar com a Deborah é fantástico. “Ela vende dança, mas ela não quer que a gente dance. Ela quer que a gente se movimente. E isso que é o mais maravilhoso! É uma troca de experiências”.

São 100 pessoas de 17 países diferentes trabalhando para levar cada espectador ao mundo dos insetos. Chegou a hora de entrar no reino desses animais e ver de outra forma cada curva, cor e jeito que esses seres apresentam. Preparados?

Maria Eduarda Faria/BHAZ

“É um prazer imenso estar no Brasil de novo. Ser o técnico principal de um show criado por uma brasileira é muito emocionante”, relata o brasileiro Emerson Neves.

Maria Eduarda Faria/BHAZ

Inspirado na cultura brasileira, o espetáculo OVO traz em suas melodias muito forró, baião, sambareggae e frevo. Massa, né? São 6 músicos e uma cantora, e metade deles são brasileiros.

O percussionista Marquinho Da Luz é baiano e conta que jamais imaginaria voltar ao Brasil, depois de 3 anos, fazendo esse show. “Eu já sonhei muitas coisas, mas nunca imaginei que isso fosse acontecer na minha vida. Está sendo o momento mais importante da minha carreira”, completa.

Maria Eduarda Faria/BHAZ

Para Marquinho, o Cirque du Solei é uma grande escola. Uma escola da vida. “Estar convivendo com pessoas de diferentes culturas é fenomenal! Eu já era fã do circo, agora então… Realmente é um prazer estar aqui com artistas excelentes e que amam o que fazem. Eu me considero uma pessoa de sorte”.

São duas horas de show que conta a história de uma comunidade que vivia normal, até a chegada de uma mosca azul com um ovo nas costas. Com muitas cores, luzes e animação, a novidade é vivida pelos artistas de forma encantadora.

Lucas Hallel/Divulgação

Ah, e é claro que os maravilhosos figurinos, que fazem total diferença, não são produzidos sozinhos né?! A espanhola e chefe de figurino do OVO, Mar Gonzalez Fernandes, conta um pouquinho como funciona a criação e a produção das vestimentas.

Maria Eduarda Faria/BHAZ

“O espetáculo foi pensado no mundo dos insetos, nos mínimos detalhes. Para isso, a gente viaja com mais de mil peças (roupas, chapéus e sapatos). São dois caminhões só para os figurinos”.

Maria Eduarda Faria/BHAZ

A equipe de Mar conta com mais três profissionais, da França, Austrália e Coréia. “A ideia são roupas contemporâneas e ao mesmo tempo fiéis aos insetos”, afirma a figurinista.

Maria Eduarda Faria/BHAZ

E vai ter spoiller SIM! O BHAZ teve acesso ao ensaio (sem figurinos) de um ato do espetáculo. Veja o vídeo:

O Cirque du Soleil segue encantando os mineiros até o próximo dia 17 de março, um domingo. E ainda dá tempo de garantir uma entrada. Os ingressos estão a venda no site ou na Bilheteria Oficial do evento, no Shopping Cidade.

Após BH, OVO segue para o Rio de Janeiro (21 a 31 de março), Brasília (05 a 13 de abril) e, por fim, São Paulo (19 de abril a 12 de maio).

CIRQUE DU SOLEIL – ESPETÁCULO “OVO” EM BELO HORIZONTE

Quando? 7 a 17 de março

Horários:

  • Terça-feira, às 21h
  • Quarta, quinta e sexta-feira, às 17h* e 21h
  • Sábado, às 13h, 17h e 21h; Domingo, às 14h e 18h* / às 16h e 20h *apenas em datas específicas Abertura do local: 1h30 antes do evento

Onde? Ginásio Mineirinho (av. Antônio Abraão Caram, 1001 – Pampulha)

Quanto? A partir de R$ 130 (meia-entrada), compre aqui

Mais informações?

  • 2 horas com 20 minutos de intervalo.
  • Livre. Menores de 12 anos de idade somente acompanhados dos pais ou responsáveis legais. Sujeito à alteração por decisão Judicial.
  • Acesso para deficientes: Acesso e assentos destinados apenas para cadeirantes mais 01 acompanhante

Comentários