Home Notícias Brasil Funcionária salva 50 crianças durante ataque em escola: ‘Foi muito desesperador, muito tiro’

Funcionária salva 50 crianças durante ataque em escola: ‘Foi muito desesperador, muito tiro’

A tragédia na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, a 57 quilômetros de São Paulo, poderia ter sido ainda maior, mas a atitude da funcionária Silmara Cristina de Moraes, 54 anos, salvou pelo menos 50 estudantes dentro da cozinha da escola. “Estávamos servindo merenda e aí começou os ‘pipoco’ e as crianças entraram em pânico. Abrimos a cozinha e começamos a colocar o maior número de crianças dentro”, disse.

Silmara relembrou que, devido aos tiros, os estudantes estavam muito assustados e que, dentro da cozinha, eles pediram para que todos ficassem deitados. “Foi muito desesperador, porque foi muito tiro, muito tiro mesmo. Foi desesperador, só que a gente tinha que manter a calma”.

O ataque durou aproximadamente 15 minutos, conforme contou a merendeira. Durante esse período, os adolescentes andavam por todos os lados como se estivessem procurando alguém. “Iam para lá e para cá atirando muito. Nós não vimos nada. A gente abaixou e ficou escutando o movimento”.

Barricada com geladeira e freezer

Para que os atiradores não avistassem as pessoas dentro da cozinha, Silmara contou que foi preciso fechar a porta, pois eles estavam próximos. “A gente deitou no chão e nós não vimos nada com medo que atirassem”.

Silmara contou que a geladeira e o freezer foram utilizados como uma barricada. “Viramos a mesa e fizemos um escudo para proteger as crianças. Ficamos acuados em um canto só”, relembrou emocionada.

Vitor Fórneas

Vitor Fórneas

Jornalista no Portal Bhaz

Comentários