Home Notícias BH Patrimônio do Carnaval de BH, Brunão do Catuçaí morre aos 47 anos: ‘Soube aproveitar a vida como ninguém’

Patrimônio do Carnaval de BH, Brunão do Catuçaí morre aos 47 anos: ‘Soube aproveitar a vida como ninguém’

Personalidade de BH, dono de uma simpatia única, muito querido e o inventor do Catuçaí (conhecido como o drink do amor), Bruno Alberto Coelho Santos, o Brunão, morreu nesta sexta-feira (15), após sofrer um ataque cardíaco. A bebida inventada por Brunão tornou-se um sucesso em todo o país, especialmente durante o Carnaval.

Rorion Léo Coelho, filho do “Rei do Catuçaí”, agradeceu às inúmeras mensagens. “Que todos continuem guardando essa imagem do meu pai. Do cara batalhador, alegre, brincalhão e perseverante que ele era. Pode ter morrido novo, mas soube aproveitar a vida com ninguém”, diz, em trecho da homenagem.

“Para mim foi o maior pai do mundo! Em meio a tanta loucura, sempre teve tempo de nos educar e nos dar apoio, não importava o que estava passando”.

No Carnaval de BH pode faltar tudo, menos o “drink do Amor”, como é conhecido. O Catuçaí do Brunão é uma das marcas mais famosas da capital e a bebida virou até hit do bloco Juventude Bronzeada. A missão dele era levar alegria por onde passava.

Amigos e familiares de Brunão lamentaram sua morte. Foram dezenas de mensagens compartilhadas no perfil pessoal do inventor do Catuçaí.

“A melhor bebida de todas e uma simpatia sem fim, vai fazer falta”; “Mistura perfeita, meu Carnaval nunca mais será o mesmo. Muito triste!”; e “Sem palavras, um amigo incrível” foram alguns dos recados deixados.

O velório será neste sábado (16), no Cemitério da Paz, localizado na avenida Catalão, às 8h. O corpo será velado durante todo o dia e o enterro será às 17h.

Vitor Fernandes

Vitor Fernandes

Jornalista no Portal BHAZ

Comentários