Home Notícias Minas Gerais Moradores são retirados de casa após novo risco de rompimento de barragem da Vale

Moradores são retirados de casa após novo risco de rompimento de barragem da Vale

Mais moradores de cidade mineira foram expulsos, mesmo que preventivamente, de suas casas por risco de rompimento de barragem. Desta vez, a cidade afetada foi Rio Preto, com cerca de 5 mil habitantes e a 80km de Juiz de Fora. As residências na área de maior risco foram evacuadas na manhã deste sábado (16), e existe uma preocupação porque há previsão de chuva para hoje, o que pode piorar a situação da estrutura.

Trata-se de uma barragem de água da Vale, batizada como Pequena Central Hidrelétrica (PCH) Mello, no município da Zona da Mata. Segundo a mineradora, o nível 2 do plano de emergência foi acionado nesta manhã por causa das fortes chuvas qeu atingiram a região. “As chuvas provocaram uma infiltração de água dentro da galeria de drenagem da barragem”, afirma, por nota, a Defesa Civil Estadual.

Ao todo, 29 pessoas foram retiradas das residências e realocadas em pousadas e hotéis próximos. “Todas as pessoas que moram na zona de alta inundação foram retiradas e encaminhadas a pousadas. Algumas ainda estão definindo se ficarão na casa de amigos e parentes, mas o hotel está à disposição, bancado pela Vale”, explica ao BHAZ o porta-voz da corporação, tenente-coronel Flávio Godinho.

“Estamos, agora, fazendo o mapeamento de animais na mancha de risco para recolhê-los. Há a previsão de novas chuvas, o que pode atrapalhar os trabalhos. É uma barragem com 14 metros de altura e 4,5 milhões de metros cúbicos de água”, diz Godinho.

Por nota (veja a íntegra abaixo), a Vale afirma que, desde novembro do ano passado, “barragem passa por obras visando o aumento da segurança e foi estabelecido um gatilho para o acionamento do plano de realocação de pessoas para fora da Zona de Autossalvamento (ZAS) relacionado ao nível de água do reservatório”.

Nota da Vale na íntegra:

“A Vale informa que acionou o nível 2 do plano de emergência da Pequena Central Hidrelétrica (PCH) Mello, em Rio Preto, Minas Gerais. O acionamento se deve à elevação do nível de água no reservatório da hidrelétrica, causado pelas chuvas intensas na região.

Desde novembro do ano passado, a barragem passa por obras visando o aumento da segurança e foi estabelecido um gatilho para o acionamento do plano de realocação de pessoas para fora da Zona de Autossalvamento (ZAS) relacionado ao nível de água do reservatório.

A Vale acionou os moradores e disponibilizou hospedagem. São 10 propriedades rurais na ZAS e 29 pessoas mapeadas, sendo que algumas possuem residências em área urbana e não são moradores fixos. A Vale reitera que está prestando toda a assistência aos moradores.

A Vale está monitorando a situação. A barragem e o nível de água encontram-se estáveis. Ainda não há previsão de retirada de alerta”.

Comentários