TOMA-LÁ REFORMA ADMINISTRATIVA DÁ-CÁ CARGOS E EMENDAS

Daniel Protzner/ALMG

Os comentários das pessoas na notícia de O Tempo desta sexta-feira (22) – “Zema pode sofrer derrota por relacionamento ruim, diz aliado” – mostram a indignação dos mineiros com a realidade da tramitação do projeto de lei da Reforma Administrativa na Assembleia Legislativa. Salvo exceções, o conteúdo da reforma não está sendo analisado ou discutido pelos parlamentares, e sim negociado.

A barganha não é por melhorar a estrutura do Estado ou o projeto de lei em si, mas sim negociar cargos regionais no interior e emendas orçamentárias para suas bases. E o pior, essa atitude é considerada corriqueira e razoável a ponto de os próprios deputados divulgarem essa verdade nua e crua nos meios de comunicação, como é o caso da matéria citada.

É estarrecedor o fato de considerarem esse movimento de toma-lá dá-cá tão normal a ponto de esfregarem isso na cara da população mineira. Que vergonha! Não faço parte dessa política. Sim, sou deputada estadual em meu primeiro mandato e faço parte da política com muito orgulho, mas não dessa política. Tenho muito orgulho da transformação que podemos gerar, do exemplo que devemos dar, da política limpa que virá. “É pelo lado de dentro que varremos a casa”, sempre diz o vereador Mateus Simões.

Talvez não seja por acaso a cor laranja do NOVO.

Laura Serrano
Laura Serranocontato@lauraserrano.com.br

Laura Serrano é deputada estadual eleita com 33.813 votos pelo partido Novo. Economista, Mestre pela Concordia University (Canadá), pós-graduada em controladoria e Finanças e graduada pela UFMG com parte dos estudos na Université de Liège (Bélgica). É membro da Golden Key International Honour Society (sociedade internacional de pós-graduados de alto desempenho).