Home Notícias Brasil Deputado do partido de Bolsonaro assume ser gay após dizer que tiraria trans ‘a tapa’ de banheiro

Deputado do partido de Bolsonaro assume ser gay após dizer que tiraria trans ‘a tapa’ de banheiro

O deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP) assumiu ser homossexual durante sessão na Assembleia Legislativa de São Paulo nessa sexta-feira (5). O parlamentar pediu para que a colega Janaia Paschoal (PSL-SP) fizesse o anúncio por estar abalado com ameaças que teria recebido depois de atacar a também deputada Erica Malunguinho (PSOL-SP), a primeira transsexual eleita para ocupar uma cadeira na Casa paulista.

Na quinta-feira (4), Garcia disse que tiraria uma mulher trans de um banheiro “a tapas”, caso a mãe ou uma irmã dele estivesse utilizado o mesmo local. A fala gerou uma série de críticas e reações. Erica então pediu para que ele fosse investigado por quebra de decoro por incitar ódio e violência. Veja o vídeo!

“Ele [Douglas Garcia] tomou uma decisão, e como ele está um pouco abalado, pediu para eu fazer essa comunicação por ele. Porque hoje, depois de 25 anos, ele conseguiu conversar com os pais e dizer que é homossexual”, disse Janaina Paschoal, na tribuna. “Não diminui em nada as bandeiras que eu venho defendendo aqui na Assembleia Legislativa contra a ideologia de gênero”, completou o deputado, ao microfone, ainda do plenário.

Em entrevista ao O Globo, Garcia disse que começou a receber ameaças depois do episódio com Erica e que já cogitava assumir a sexualidade dele antes de ser exposto. Apesar disso, não detalhou quais ameaças teria recebido. Depois de assumir ser gay, ele usou o Twitter para dizer que vai lutar pela posse de armas para combater a homofobia.

Comentários