Home Notícias Minas Gerais Falta d’água provocada por mineração em Conceição do Mato Dentro é tema de reunião na ALMG

Falta d’água provocada por mineração em Conceição do Mato Dentro é tema de reunião na ALMG

Os impactos ambientais, sociais e econômicos decorrentes das atividades da empresa Anglo American Minério de Ferro nos municípios de Conceição do Mato Dentro e Alvorada de Minas, na região Central do estado, serão debatidos em audiência pública da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), nesta terça-feira (9), às 16h.

A reunião, solicitada pela deputada Beatriz Cerqueira (PT), foi motivada pelo sofrimento de moradores da região devido à escassez de água provocada pela atividade minerária. “Em comunidades do entorno dos municípios, o plantio para o próprio consumo já teria sido afetado pela seca dos cursos d’água”, informou o gabinete da deputada.

Além disso, a audiência buscará apurar denúncias de lideranças comunitárias que estariam sofrendo ameaças. Essas e outras ocorrências foram levantadas em visita da deputada à região nos dias 16 e 17 de fevereiro. “Toda escuta que fiz será transformada em ações para impedir que a violação do direito à água, do direito à justiça e a omissão do Estado sejam perpetuadas”, ressalta a parlamentar.

Segundo informações do Portal da Câmara dos Deputados, o projeto de mineração em Conceição do Mato Dentro e Alvorada de Minas deve produzir até 26,5 milhões de toneladas de ferro por ano. Para fazer o transporte do minério a Porto de Açu, no Rio de Janeiro, é usado o mineroduto Sistema Minas-Rio, que tem 525 quilômetros de extensão.

Há pouco mais de um ano, no dia 12 de março de 2018 em Santo Antônio do Grama, na Zona da Mata, atingindo o Ribeirão Santo Antônio. O vazamento provocou o escoamento de 70% de minério de ferro e 30% de água, comprometendo, na época, o abastecimento de três mil consumidores.

Posso participar?

Todas as reuniões do Plenário e das comissões são transmitidas ao vivo pelo Portal da Assembleia. Para acompanhá-las, basta procurar pelo evento desejado na agenda do dia, pela internet. Os eventos são abertos a cidadãos interessados no tema. Quem não puder comparecer à reunião poderá fazer parte do debate por meio da ferramenta “Reuniões Interativas do Portal”, que estará disponível no momento da audiência.

A Assembleia Legislativa de Minas Gerais fica na rua Rodrigues Caldas, 30 – Santo Agostinho, em BH.

O BHAZ procurou a Anglo American, caso a empresa quisesse se manifestar, mas até o fechamento desta reportagem, não se manifestou.

Procurada pelo BHAZ, a empresa Anglo American informou que as operações do sistema Minas-Rio em Conceição do Mato Dentro e em Alvorada de Minas contam com todas as liberações de órgãos responsáveis, bem como acompanhamento dos mesmos na implementação das condicionantes determinadas nas licenças ambientais.

“As situações de falta de água em algumas comunidades vizinhas ao empreendimento foram pontuais e tratadas por meio de acordos com os moradores. Esses acordos estão sendo cumpridos. A Anglo American se coloca à disposição das comunidades para avaliar eventuais demandas específicas. Mitigar impactos pelo uso da água nas operações é uma das principais preocupações da Anglo American. No Minas-Rio, a recirculação de água é de cerca de 60% e uma série de inovações estão sendo pesquisadas globalmente pelo grupo no sentido de desenvolver uma mineração que utilize cada vez menos esse recurso”, informou em nota.

Comentários