Home Notícias Brasil Tirinha pornográfica da Magali é aplicada em tarefa de crianças e revolta pais

Tirinha pornográfica da Magali é aplicada em tarefa de crianças e revolta pais

Pais de alunos da Escola Municipal Dirce Espínola Najas, em Birigui (SP), foram surpreendidos com uma tirinha pornográfica da personagem Magali, da Turma da Mônica, no dever de casa das crianças.

O fato gerou revolta na comunidade escolar e virou alvo de publicações nas redes sociais, pois a tarefa foi aplicada para crianças de 8 anos que cursam o 3º ano do ensino fundamental.

Em reunião com os pais, realizada na segunda-feira (8), a professora se desculpou alegando que não havia lido a tirinha. A docente destacou que ao utilizar o texto pretendia falar sobre o humor que é contante nas histórias dos personagens de Mauricio de Sousa.

Tirinha adulterada aplicada em tarefa escolar (Reprodução/Facebook)

Na tirinha usada pela professora, um sapo conversa com a personagem Magali: “Olá, garotinha! Dê-me um beijo e terá uma bela surpresa!”, diz o animal. No quadrinho seguinte, há um ‘Chuac’ e, na sequência, aparece um príncipe. Magali responde: “Só um beijo! Pensei que você tinha rola grande!”.

Em nota, a Secretaria Municipal de Educação disse que o “fato foi isolado” e ocorreu somente em uma turma. “A professora alega que não leu o conteúdo do ‘quadrinho’, fazendo a tarefa precipitadamente”.

Apesar do caso, a professora que é concursada e tem 15 anos de carreira continua dando aulas. Uma sindicância poderá ser aberta caso a administração achar necessário.

A tirinha aplicada em sala de aula foi modificada por um site de humor e não corresponde com o conteúdo retratado na tirinha original de Mauricio de Sousa.

Tirinha original de Mauricio de Sousa (Reprodução)

Procurada pelo BHAZ, a Prefeitura de Birigui enviou a seguinte nota:

“A Secretaria Municipal de Educação está investigando o ocorrido na unidade de ensino (Escola Municipal Dirce Spínola Najas). A pasta já encaminhou o fato, ocorrido no último dia 5 de abril, aos advogados da Secretaria Municipal de Negócios Jurídicos.

A administração informa que foi um fato isolado, ocorrido em apenas uma sala do 3º ano do ensino fundamental. Na sala estão alunos de 8 anos de idade. A professora alega que não leu o conteúdo do ‘quadrinho’, fazendo a tarefa precipitadamente. 

Em reunião com os pais dos alunos, ocorrida no último dia 8, a professora pediu desculpas e explicou que não leu a ‘tirinha’. Ela alega, ainda, que a tarefa não tinha o objetivo de falar sobre sexo, mas sim de humor, o que é encontrado nos quadrinhos da Turma da Mônica. 

A professora é concursada, com 15 anos de carreira, e continua dando aulas normalmente. Caso necessário, a administração irá abrir uma sindicância.”

Comentários