Home Notícias Brasil Tenente da PM é morto a tiros por policial civil em casa noturna após esbarrão; vídeo registra crime

Tenente da PM é morto a tiros por policial civil em casa noturna após esbarrão; vídeo registra crime

Um tenente da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) de 38 anos morreu após ser baleado por um policial civil, de 39 anos, na madrugada desta segunda-feira (15), em uma casa noturna em Águas Claras, no Distrito Federal. Uma mulher de 37 também foi atingida na perna e levada ao Hospital Base do DF (HBDF).

Os disparos ocorreram por volta das 3h na boate Barril 66 e foram registrados por câmeras de segurança. Em um determinado momento, os agentes trombam e, logo em seguida, sacam a arma. O policial civil é mais rápido e dispara contra Herison de Oliveira Bezerra.

ATENÇÃO! As imagens podem ser consideradas perturbadoras para algumas pessoas. O esbarrão e consequente assassinato iniciam-se por volta dos 20 segundos: 

Bombeiros que atenderam a ocorrência levaram o militar com hemorragia grave ao Hospital Regional de Taquatinga (HRT), mas ele não resistiu aos ferimentos. A vítima foi atingida três vezes no tórax.

A Polícia Civil do DF informou ao BHAZ que o autor, que não teve a identidade revelada, foi levado à Corregedoria-Geral de Polícia. “Onde está sendo autuado em flagrante por homicídio e lesão corporal. Após, o policial civil ficará à disposição da Justiça”, afirmou a corporação, por nota (leia na íntegra abaixo).

O BHAZ tentou contato com a casa de shows Barril 66, mas até o fechamento desta matéria não conseguiu falar com os responsáveis.

Nota da Polícia Civil na íntegra:

“De acordo com dados preliminares, no dia 15/04/2019, às 3h, uma equipe da Polícia Militar conduziu o policial civil do DF de 39 anos à 21ª DP (Taguatinga Sul), por ter efetuado disparos de arma de fogo no interior da casa noturna Barril 66, localizada na ADE de Águas Claras.

A vítima, um policial militar de 38 anos, veio a óbito. Uma mulher de 37 anos foi atingida na perna, tendo sido encaminhada ao Hospital de Base. O policial civil do DF foi conduzido à Corregedoria-Geral de Polícia (CGP/PCDF), onde está sendo autuado em flagrante por homicídio e lesão corporal. Após, o policial civil ficará à disposição da Justiça”.

Comentários