Home Notícias BH ‘Capisce!’: Escolas públicas de BH podem ter aulas de italiano; entenda

‘Capisce!’: Escolas públicas de BH podem ter aulas de italiano; entenda

O cônsul da Itália em Belo Horizonte, Dario Savarese, visitou a reitora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Sandra Goulart Almeida, nessa segunda-feira (15). Durante o encontro, ele propôs à instituição uma parceria em projeto de ensino da língua italiana em escolas públicas da capital. Será a primeira iniciativa do gênero da diplomacia do país europeu envolvendo uma instituição pública de ensino.

A ideia é que as aulas sejam ministradas por estudantes de italiano da Faculdade de Letras (Fale) em unidades de ensino fundamental, administradas pela Prefeitura, e de ensino médio, integrantes da rede estadual. Segundo o cônsul, a proposta teve ótima recepção por parte das secretarias de Educação do município e do estado.

“Queremos levar a mais jovens a oportunidade de aprender italiano. Essa primeira chance cria um círculo virtuoso e estimula a continuidade de estudos vinculados ao idioma e à cultura italiana”, disse Dario Savarese, que assumiu a representação consular em junho de 2018. Ele informou que as estimativas mais conservadoras são de que Minas Gerais tenha mais de um milhão de ítalo-descendentes.

Sandra Goulart Almeida enfatizou a satisfação de receber a proposta em nome da UFMG e o interesse no projeto, cujos detalhes ainda serão definidos. “Será mais uma iniciativa importante da antiga parceria da Universidade com o Consulado da Itália”, disse a reitora.

Catedráticos
O diretor-adjunto de Relações Internacionais, Dawisson Belém Lopes, mencionou o interesse da UFMG em receber professores de instituições italianas de áreas como história, literatura, economia e ciência política, nos moldes de programas que trazem docentes da China, França e dos Estados Unidos.

A UFMG tem convênios em vigor com 24 universidades e centros de pesquisa italianos e tem oferecido cursos de introdução à língua e à cultura italiana para fins acadêmicos, no âmbito do programa Idiomas Sem Fronteiras, e formações no idioma, também para fins acadêmicos, em áreas como a jurídica e a da saúde, promovidas pela Diretoria de Relações Internacionais (DRI).

Também participaram da reunião a diretora da Faculdade de Letras, Graciela Ravetti, a coordenadora de Proficiência Linguística da DRI, Climene Arruda, a diretora de Educação da Embaixada da Itália no Brasil, Patricia Magnasco, e a leitora do Ministério da Educação italiano Rosalba Principato, que cumpre temporada na Fale.

Da UFMG

Comentários