Home Notícias Política Duda Salabert anuncia saída do PSOL: ‘Transfobia estrutural do partido’; legenda se posiciona

Duda Salabert anuncia saída do PSOL: ‘Transfobia estrutural do partido’; legenda se posiciona

A professora de literatura e ativista pelos direitos humanos e dos animais, Duda Salabert, anunciou sua saída do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) pelas redes sociais, nesse domingo (21). Na publicação, Duda explicou que o principal motivo para a desfiliação é o fato de “não concordar com a transfobia estrutural do partido”. Em nota, a Executiva Municipal do PSOL Belo Horizonte discordou dos motivos apresentando pela professora (veja nota abaixo).

Nas eleições de 2018, Duda foi candidata ao Senado por Minas Gerais e tornou-se a primeira travesti da América Latina a concorrer ao cargo. Apesar de não ter sido eleita, obteve 351 mil votos, o maior número de um candidato do PSOL no Estado. Mesmo estando sem legenda, a professora destaca que continuará exercendo as atividades em prol de uma “sociedade mais justa, mais igualitária e mais democrática”.

Sobre a saída do PSOL, ela afirmou que não concorda com a “perspectiva antropocêntrica que estrutura o partido”. “Enquanto mulher transexual, não posso endossar uma estrutura que se apropria da luta e da identidade trans para privilegiar figuras e candidaturas já privilegiadas”, disse em trecho da publicação.

Além da transfobia estrutural, Duda destacou que “algumas diretrizes internas” do PSOL contribuíram para sua saída, assim como o fato da luta pelos direitos animais estar em “segundo plano”.

Perguntada nas redes sociais para qual partido ela vai, a ativista respondeu: “Não é momento de preocupar com partidos, mas sim de fortalecer os projetos e lutas sociais que ajudo construir na cidade”.

O BHAZ entrou em contato com Duda Salabert, mas não teve as ligações atendidas.

No Instagram, Duda foi indagada para qual partido se filiará (Reprodução/Instagram)

PSOL se posiciona

Também nas redes sociais, a Executiva Municipal do PSOL BH publicou uma nota onde lamentou a desfiliação da “companheira Duda”.

Na nota, os motivos apresentados pela candidato ao Senado que justificaram sua saída foram discordados pela legenda. “Nosso partido é, todos os dias, um instrumento de combate a desigualdade, ao racismo, machismo, homofobia e transfobia. Seguiremos, com certeza, na mesma trincheira de oposição ao Bolsonaro”.

Confira a nota na íntegra:

NOTA DO PSOL BH SOBRE PEDIDO DE DESFILIAÇÃO DE DUDA SALABERT

É com tristeza que recebemos o pedido de desfiliação da companheira Duda, que foi nossa candidata ao senado. Discordamos com os motivos apresentados, nosso partido é, todos os dias, um instrumento de combate a desigualdade, ao racismo, machismo, homofobia e transfobia, em que pese as manifestações estruturais de nossa sociedade, da qual não estamos imunes. Seguiremos, com certeza, na mesma trincheira de oposição ao Bolsonaro.

Reafirmamos o compromisso com o enfrentamento cotidiano a essas práticas. Como já informado internamente, mantemos para o dia 24 de abril às 19h, reunião da setorial LGBTIQA+ do PSOL BH para discutir o caso Indianare.

Executiva Municipal do PSOL BH

Vitor Fórneas

Vitor Fórneas

Jornalista no Portal Bhaz

Comentários