Home Guia Bhaz Cinema inclusivo para crianças autistas tem sessões gratuitas neste domingo em BH

Cinema inclusivo para crianças autistas tem sessões gratuitas neste domingo em BH

A Equipe Multidisciplinar Suricatto tem um convite especial para você: Vamos ao cinema? Mas esse cinema é especial de verdade, pois é inclusivo. Pessoas com Transtorno do Espectro Autismo (TEA) não se adaptam às sessões de cinema tradicional. Por isso, uma sessão adaptada foi desenvolvida para que esse público não deixe de ter essa experiência.

O Cinema Inclusivo será no próximo domingo (28), no Teatro Raul Belém, localizado no bairro Alípio de Melo, região Oeste de Belo Horizonte. A sessão faz parte do Projeto VIDA, evento organizado pela Equipe Multidisciplinar Suricatto, que além do filme, programou atividades e brincadeiras educativas para o público presente. O evento é aberto ao público em geral, com retirada de ingressos pelo Sympla.

O Cinema Inclusivo não é inédito, o primeiro realizado em Belo Horizonte foi organizado pela equipe Suricatto e outras instituições no ano de 2016. Também não é recorrente. Ano a ano, centros educativos especializados têm inserido mais sessões como essa no cotidiano de pessoas com autismo. E não para por aí, pois eventos que promovem a inclusão desse público têm ganhado destaque.

Sobre o Transtorno do Espectro Autismo (TEA)

O TEA é classificado pela Organização Mundial da Saúde como doença. Mas a referência mais utilizada é transtorno. As pessoas com TEA possuem dificuldade na comunicação, socialização e, em alguns casos, sensibilidade sensoriais. Segundo relatório do Centro e Controle de Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, 1 em cada 59 crianças no mundo são autistas. Os dados foram divulgados em 2018 baseados em estimativas do ano de 2014.

Cinema Inclusivo

Trata-se de uma sessão de cinema com as luzes laterais acesas. O ambiente escuro pode causar grande apreensão, insegurança e ansiedade nas pessoas dentro do TEA. Os sons também precisam ser diminuídos em volume médio e harmonioso, pois o público em questão pode apresentar sensibilidade auditiva, que causa desconforto e irritação.

Segundo a pedagoga e especialista em necessidades educacionais especiais pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Nicole Samira, “durante a sessão, o público precisa ter a liberdade de se movimentar dentro da sala para se sentir à vontade, pois apresentam questões comportamentais e sensoriais que diminuem a chance de conseguirem permanecer sentados, quietos e em silêncio por muito tempo”.

Não há exibição de trailers. Geralmente, crianças e adolescentes com TEA possuem capacidade de abstração comprometida, o que dificulta que elas entendam que o filme irá começar após o trailer. A espera pode causar ansiedade e frustração.

A sessão contará com profissionais e voluntários experientes no cuidado com indivíduos com TEA. Os colaboradores estarão presentes durante toda a sessão auxiliando os participantes no que for necessário.

Projeto Vida

O Projeto Vida foi criado com o intuito de proporcionar vivência, inclusão, desenvolvimento e aprendizado para portadores do TEA. Ele surgiu da necessidade de atividades de lazer, culturais e educativas para crianças e adolescentes autistas e seus familiares.

Trata-se de um evento sem fins lucrativos, com o objetivo de proporcionar momentos especiais para esses jovens. “Acreditamos na inclusão em todas as dimensões da vida humana, e ainda, que aceitar as diferenças nos proporciona um crescimento incomparável”, completa Nicole.

Equipe Multidisciplinar Suricatto

A Equipe Multidisciplinar Suricatto é uma equipe composta por profissionais de Psicologia e Pedagogia que trabalham para minimizar as dificuldades de aprendizagem e promover mais autonomia para crianças e adolescentes com Necessidades Educacionais Especiais e o TEA.

Fotos: Suricatto / Divulgação

Projeto Vida – Cinema Inclusivo

Quando? Domingo (28), das 9h às 13h

Onde? Teatro Raul Belém Machado – Espaço Cênico Yoshifumi Yagi (rua Jauá, 80 – Alípio de Melo, Belo Horizonte)

Ingressos? Sympla

Comentários