Home Guia Bhaz DE GRAÇA! Com mais de 500 atividades em Minas, começa hoje a 17ª Semana Nacional de Museus

DE GRAÇA! Com mais de 500 atividades em Minas, começa hoje a 17ª Semana Nacional de Museus

A 17ª Semana de Museus, que tem início hoje em todo o Brasil, oferecerá mais de 3 mil atrações até domingo (19). A atual edição da Semana Nacional de Museus, organizada anualmente pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), terá como tema: “Museus como Núcleos Culturais – o futuro das tradições. Serão 3.222 eventos que vão desde mostras e oficinas, a visitas guiadas, debates e apresentações musicais. A programação completa em pode ser acessada por aqui.

Em Minas, 88 municípios vão promover 558 atividades no estado, em 164 museus. A programação é totalmente gratuita.

Os museus vinculados à Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult) participam da ação e também vão auxiliar nos debates sobre a importância dessas instituições como suporte das tradições e como pontos de inflexão para a construção de uma sociedade mais justa e diversa.

Em Belo Horizonte, o Museu Mineiro promove a oficina “Cápsula do Tempo do Museu Mineiro” e o “Ciclo de palestras: Minas das Artes, Histórias Gerais”. O espaço traz ainda a oficina “Brincadeira tradicionais: confecção de peteca”. Já o Centro de Arte Popular – Cemig vai ofertar o curso sobre “Arte Popular e Saberes Tradicionais”. O Museu dos Militares Mineiros, também localizado na capital, vai contar, entre outras atividades, com o painel “A Tradição da Alfaiataria Militar e outros Uniformes”.

No interior do estado, os museus da Secult também participam das atividades. Na cidade histórica de Mariana, o Museu Casa Alphonsus de Guimaraensrealiza o sarau litero-musical “Cantando Alphonsus” e a oficina de bordado “História entre linhas”.  Em Ouro Preto, o Museu Casa Guignard expõe trabalhos do grupo de Bordadeiras de Cachoeira do Campo, na mostra “Tradição e Modernidade”. A instituição também promove a palestra “A viagem dos modernistas a Minas em 1924”, que será ministrada pelo ex-secretário de Estado de Cultura Angelo Oswaldo.

Museu Casa de Guimarães Rosa, localizado em Cordisburgo, sedia a exposição “Máscaras e adereços das Folias e Reis”.  E o Museu do Crédito Real, em Juiz de Fora, promove a palestra “A Colônia Alemã e a Imprensa em Juiz de Fora / 1858 a 1918”, com a jornalista Rita Couto.

Para Ana Werneck, Superintendente de Museus e Artes Visuais da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo, os museus vinculados à Secult terão grande destaque na Semana Nacional de Museus. “Acredito que nesta edição teremos em nossos museus propostas e debates bem interessantes dada a diversidade e relevância cultural das tradições de Minas Gerais”, pontua.

Fundação Municipal de Cultura de BH

As instituições museológicas municipais de Belo Horizonte, vinculadas à Fundação Municipal de Cultura, também participam da 17ª Semana Nacional de Museus.

Participam do evento Casa do Baile, Museu Casa Kubitscheck, Museu de Arte da Pampulha (MAP), Centro de Referência da Cultura Popular e Tradicional Lagoa do Nado (CRCP), Museu da Moda de Belo Horizonte (MUMO), Museu da Imagem e do Som (MIS), MIS Cine Santa Tereza e o Museu Histórico Abílio Barreto (MHAB). A programação completa está disponível no site www.bhfazcultura.pbh.gov.br

Um dos destaques da programação acontece no Museu da Imagem e do Som (MIS), que apresenta a exposição “TV Itacolomi: a Pioneira de Minas”. Ela faz um resgate da história da televisão em Minas Gerais, reúne fotografias, depoimentos, objetos e registros audiovisuais ligados à primeira emissora da capital mineira. A visitação estará disponível até dia 17, de segunda a sexta das 9h às 18h e terça-feira das 9h às 21h.

Na Pampulha, um dos destaques é a visita mediada aos jardins da Casa Kubitscheck, na quarta-feira, a partir das 8h30. A Casa do Baile promove os seminários “O moderno jardim e o paisagismo arte” e “Resgate de projetos históricos no paisagismo”, no dia 17, das 10h às 17h. No dia 18, será realizada a abertura da exposição Bordando Memórias, às 10h. Já o Museu de Arte da Pampulha (MAP) oferece duas atividades no domingo, dia 19. Às 10h, será realizado o encontro “Cortejo Real de Santo Antônio de Lisboa”, que traz as tradições ancestrais do Reinado da Ordem Templária da Cruz de Santo Antônio de Pádua; e às 14h, a oficina “Batidas, Cantos e Danças Ritualísticas do Moçambique”, com Manoel Fonseca dos Reis. Essa atividade tem 30 vagas disponíveis e não é necessário fazer inscrição prévia.

Confira a programação completa da Fundação Municipal de Cultura de BH neste link.

Museu de História Natural da UFMG

Entre terça-feira (14) e domingo, o Museu de História Natural e Jardim Botânico (MHNJB) da UFMG terá uma programação especial, que inclui exposições, ações educativas, palestras, oficinas e minicurso, com foco principalmente nas áreas de Arqueologia e Plantas Medicinais.

As palestras, oficinas e o minicurso exigem inscrição prévia. Para inscrever-se em mais de uma atividade é preciso preencher o formulário mais de uma vez. A confirmação da inscrição será enviada por e-mail. Para os participantes dessas atividades, haverá emissão de certificados.

A programação completa, o link para inscrição e outras informações podem ser obtidas aqui.

Inimá de Paula sedia Diálogos Possíveis

No Museu Inimá de Paula haverá o debate Diálogos Possíveis: As tradições e o Museu, no dia 16, das 19h às 20h30, com a presença da Claudia Jannotti e Alyson Carvalho, curadora e artista da exposição “Raízes ÁfricaBrasil”, respectivamente, que abordarão um pouco sobre o processo de construção da mostra; e Bárbara Altivo, doutora em comunicação social e mestra em antropologia, ministrará sobre a relação da arte com a tradição.Ainda será realizada uma apresentação do Pai Ricardo de Moura, zelador e coordenador da Associação de Resistência Cultural Afro-brasileira Casa de Caridade Pai Jacob do Oriente (CCPJO), que visa explorar os conhecimentos ligados aos elementos da cultura afro-brasileira.

A programação consiste numa sequência de falas a partir da problemática do tema do festival, que é “Museus como Núcleos Culturais: O Futuro das Tradições”. A entrada será gratuita e limitada à quantidade de vagas do auditório. O Inimá de Paula fica na rua da Bahia, 1201, Centro.

Comentários