Home Notícias Minas Gerais Barão de Cocais: Idosos serão retirados de casa e Vale recolherá animais

Barão de Cocais: Idosos serão retirados de casa e Vale recolherá animais

A Defesa Civil de Minas Gerais identificou pelo menos 15 cadeirantes e 11 pessoas com dificuldade de locomoção, que estão acamadas, em Barão de Cocais, cidade a cerca de 79 km de BH que corre risco de ser atingida pelo rompimento de outra barragem da Vale. É que um documento da própria empresa diz que o talude da Mina de Gongo Soco pode se romper até o dia 25 deste mês. Caso a estrutura se rompa, o colapso da barragem Sul Superior é iminente.

Segundo a Defesa Civil, integrantes de uma equipe multidisciplinar baterão nas residências das pessoas identificadas explicando a possibilidade de que podem deixar as casas e fiquem em hotéis custeados pela Vale. Todo o núcleo familiar poderá ser remanejado, inclusive animais de estimação. A equipe será formada por bombeiros, agentes das defesas civil Estadual e Municipal, além de policiais militares. As informações foram repassadas em coletiva de imprensa realizada na noite desta sexta-feira (17).

Simulado e manifestação

Quem tem condições de se defender e fugir da lama, no entanto, poderá participar de um novo simulado na cidade neste sábado (18). A atividade ocorrerá a partir das 15h e tem como objetivo reforçar quais medidas devem ser tomadas em caso de rompimento da barragem.

Ao todo, são sete pontos de encontro e pelo menos seis mil moradores devem participar da simulação. Eles vivem na chamada zona secundária, onde a lama leva cerca de 1h12 para chegar. Pela manhã, moradores irão reunir-se com integrantes da Defesa Civil para tirar dúvidas.

Uma manifestação também está marcada para ocorrer em Barão de Cocais neste sábado. Moradores se organizam para protestar contra a Vale. No entanto, a Defesas Civil pede para que o ato não seja realizado e não atrapalhe o simulado, que é importantíssimo para que as pessoas saibam como agir em caso de rompimento da barragem Sul Superior.

Animais devem ser resgatados de área de risco

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) obteve nesta sexta-feira (17) o compromisso da Vale de recolher, a pedido de tutores, os animais domésticos e silvestres ainda remanescentes nas zonas de autossalvamento (ZAS) e nas zonas de segurança secundária (ZSS) da barragem Sul Superior. Para o recolhimento, o interessado deve acionar a empresa (0800 031 0831).

Desde 14 de fevereiro, quando a Justiça deferiu pedido de tutela provisória de urgência proposto pelo MPMG, a mineradora está obrigada a executar plano de ação para proteção à fauna em Barão de Cocais.

De acordo a decisão, a empresa ficou obrigada a, entre outras medidas, realizar ações de localização, resgate e cuidado dos animais deixados nas áreas de risco, depois da evacuação das pessoas residentes nas comunidades de Socorro, Tabuleiro e Piteiras, promovida no dia 8 de fevereiro. Foi determinado ainda que a empresa forneça provisão de alimento, água e cuidados veterinários aos animais que aguardam resgate. 

Comentários