Home Notícias Minas Gerais ‘Me perguntam se a lama está vindo’: Mães falam do medo com possível rompimento de barragem em Barão de Cocais

‘Me perguntam se a lama está vindo’: Mães falam do medo com possível rompimento de barragem em Barão de Cocais

Órgãos municipais, estaduais e moradores se preparam para um possível rompimento da barragem Sul Superior, em Barão de Cocais, na região Central de Minas Gerais. A apreensão é tanta que a Defesa Civil preparou mais um simulado de evacuação de emergência para ocorrer neste sábado (18).

De acordo com documento elaborado pela Vale, e obtido pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), o talude da Mina de Gongo Soco pode se romper até o dia 25 deste mês. Caso a estrutura se rompa, o colapso da barragem Sul Superior é iminente.

A barragem está em nível de segurança três, quando o colapso pode ocorrer a qualquer momento. Por conta disso, a Defesa Civil Estadual já havia evacuado a região. Já foram evacuadas 458 pessoas, contudo, a cidade tem 28 mil habitantes, e as pessoas estão assustadas com a probabilidade de rompimento.

Ana Rita de Souza Rodrigues é professora particular e uma das pessoas que tiveram que deixar suas casas. “Cada dia é um pesadelo. Quando saímos, foi aquele susto. Tivemos aquela correria toda. Primeiro, tive que ir para Caeté, depois fomos realocados para Barão, e agora estamos em casas provisórias”, relata.

As aulas particulares acabaram e o marido, que trabalhava na área evacuada, agora está desempregado. “As coisas que eu fazia eu não faço mais. O dinheiro como professora particular, não ganho mais. Não tenho mais contato com vizinhos antigos, familiares, amigos, ninguém. Toda hora vou eu reuniões com a Vale”, desabafa.

Os dois filhos de Ana, um menino de 2 anos e uma menina de 10, vivem com medo. “Eles só falam de barragem o tempo todo, não querem mais ir para a escola. Ficam com medo da lama separá-los de mim”.

A professora conta que parece viver o mesmo dia a todo momento. “Eu tinha conseguido esquecer um pouco o barulho das sirenes, o desespero que passei, o medo. Aqui não é meu lar, não é minha vida. Só de pensar na lama levando minha casa, minhas coisas, fico muito triste”, completa.

Thaysmara de Paula Reis é vendedora e mora em Barão de Cocais, na parte alta, que não seria atingida em caso de rompimento. Contudo, o filho, de apenas 4 anos, estuda em uma área de risco.

“Ele [filho] fica me perguntando se a lama está vindo”, relata em tom de preocupação. “O pessoal na cidade está com muito medo, um clima de tensão o tempo todo. No Centro está um caos, muita imprensa, gente para lá e para cá”, completa a vendedora.

Simulado

A Defesa Civil fará um simulado de evacuação de emergência, neste sábado (17), às 15h. O órgão divulgou um vídeo com o chamado. Veja:

Vitor Fernandes

Vitor Fernandes

Jornalista no Portal BHAZ

Comentários