Home Veículos Acelera aí Confira como foi o teste do VW Jetta na versão topo de linha, a R-Line

Confira como foi o teste do VW Jetta na versão topo de linha, a R-Line

Andamos na versão R-Line do sedã médio da VW, que tem um visual mais esportivo e um pacote tecnológico de segurança e conforto que inclui equipamentos interessantes como controle automático de velocidade adaptativo, frenagem pós-colisão e farol alto automático. O conjunto motor 1.4 turbo e câmbio automático de seis marchas se mostrou bem afinado, mas falta a opção de trocas manuais junto ao volante.

Teste Jetta Abr2019 4

Desenvolvida sobre a plataforma modular MQB, a sétima do Jetta cresceu em todas as direções, ficando mais 4,3cm mais comprido (agora mede 4.702mm), 2,1cm mais largo (1.799mm), 0,1cm mais alto (1.474mm) e com 3,7cm a mais de entre-eixos (2.688mm), melhorando o nível de conforto a bordo. Os passageiros de trás, por exemplo, têm um bom espaço para as pernas e, mesmo os de estatura mais elevada, não raspam a cabeça no teto. O porta-malas manteve a boa capacidade de 510 litros.

Teste Jetta Abr2019 2

Menos balanço

As linhas da nova geração do Jetta conseguem misturar elegância com esportividade, embora pareçam bem inspiradas no irmão menor, o sedã Virtus. Destaques para o capô mais inclinado, a grade dianteira maior, lanternas traseiras mais finas na extremidade, as “falsas saídas de escape e o balanço (distância em linha reta do centro das rodas até a extremidade do para-choque frontal) dianteiro menor e o traseiro maior do que o da geração anterior.

Teste Jetta Abr2019 3

Por fora, a versão R-Line se diferencia pela cor preta na grade dianteira, no teto e nas capas dos retrovisores e pelas rodas de liga de 17 polegadas, que contribuem para um visual mais esportivo. Internamente, também predomina a cor preta, que está até no revestimento do teto e nas colunas.

O volante de base achatada também dá uma pitada de esportividade. Por outro lado, os detalhes que imitam metal (no painel, volante e console) realçam a elegância. O nível geral de acabamento é de boa qualidade eo motorista pode escolher dez opções de iluminação ambiente.

Teste Jetta Abr2019 5

Outro item de série interessante no pacote R-Line é o Active Info Display (painel digital programável), que o motorista pode configurar os instrumentos. Destaque para as imagens em 3D da navegação, muito precisas e fáceis de serem visualizadas.

Bom nível de segurança

A versão inclui também equipamentos de segurança importantes, como controlador automático de velocidade, sistema de frenagem pós-colisão (que pode evitar uma segunda batida em uma colisão), detector de fadiga (avisa ao motorista que é hora de fazer uma parada) e controle automático de farol (que evita a perigosa “guerra de faróis”).

Teste Jetta Abr2019 6

O motor 1.4 TSI proporciona bom desempenho ao sedã, com boas acelerações e retomadas de velocidade, sem sacrifício do consumo (na estrada, com ar ligado e somente gasolina no tanque, o computador de bordo registrou médias em torno de 14,5km/l. Com trocas suaves e rápidas, o câmbio ajuda, mas não oferece possibilidade de trocas manuais junto ao volante (somente na alavanca).

Teste Jetta Abr2019 8

Vale destacar a seleção do modo de direção, com opções Eco (economia), Normal, Sport (tocada mais esportiva) e Individual, que alteram o comportamento dinâmico do carro. A suspensão consegue filtrar bem as imperfeições e ser bem firme nas curvas. Os freios também foram muito eficientes. Câmera de ré e sensores de estacionamento ajudam bem nas manobras. Outros atrativos do sedã são a garantia de três anos e as três primeiras revisões gratuitas.

Texto e fotos: Eduardo Aquino

Teste Jetta Abr2019 7

Ficha Técnica

Motor – Dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, 1.395cm³ de cilindra, turbo e injeção direta, que gera potências de 150cv (gasolina ou etanol) a 5.000rpm e torques de 25,5kgfm (gasolina ou etanol) a 1.500rpm

Transmissão – Tração dianteira, com câmbio automático de seis marchas

Suspensão – Dianteira, independente, do tipo McPherson; e traseira, eixo de torção

Direção – Com assistência elétrica

Dimensões – Comprimento, 4,70m; largura, 1,79m; altura, 1,47m; e entre-eixos, 2.68m

Rodas e pneus – Rodas de liga leve de 17 polegadas, calçadas com pneus 205/55 R17

Freios – A disco nas quatro rodas, sendo ventilados na dianteira e sólido na traseira

Porta-malas – 510 litros

Tanque – 55 litros

Peso (em ordem de marcha) – 1.331 quilos

Teste Jetta Abr2019 9

Principais equipamentos – Seis airbags, controle adaptativo de distância e velocidade com função de frenagem de emergência (ACC), ar-condicionado de duas zonas, assistente de partida na subida, bloqueio eletrônico do diferencial XDS, controles de tração e estabilidade, câmera de ré, farol com regulagem automática de luz alta, faróis de neblina com luz de conversão estática, sistema Isofix, painel de instrumentos digital programável Active Info Display, revestimento dos bancos em couro sintético, seleção do perfil de condução (Normal/Esporte/Eco/Individual), sensores crepuscular e de chuva, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, sistema start-stop, sistema de alarme com comando remoto keyless, sistema de monitoramento frontal Front Assist, sistema Discover Media com tela de oito polegadas, computador de bordo e controle automático de velocidade.

Opcional – Teto solar elétrico.

Preço – R$ 119.990. Com teto solar e pintura perolizada, sobe para R$ 126.560.

Acelera Ai

Acelera Ai

Jornalistas Eduardo Aquino e Luís Otávio Pires são os editores do site Acelera Aí e da seção veículos do portal Bhaz

Comentários