Home Notícias Brasil ‘Vão me matar e dizer que me suicidei’, diz modelo que acusa Neymar; repórter é afastado

‘Vão me matar e dizer que me suicidei’, diz modelo que acusa Neymar; repórter é afastado

A modelo que acusa o jogador Neymar de estupro e agressão, Najila Trindade, disse temer ser morta em entrevista para o “BuzzFeed News”. A mulher de 26 anos afirmou que algo poderá acontecer com ela.

“É mais fácil me incriminar como puta e fim, arquivar o caso. Esse mundo é uma merda. E sabe o que vai acontecer? Vão me matar e dizer que eu me suicidei, que estava mentindo e vida que segue. Mulheres continuarão a ser estupradas, violadas, violentadas e tratadas como lixos”, desabafou.

Najila ainda contou se sentir perseguida desde que denunciou Neymar. “O meu apartamento foi arrombado, entendeu? Acabei de ligar para a síndica e ninguém sabe, ninguém viu. Está todo mundo de complô contra mim porque eu sou tão mentirosa, tão caluniosa… Mas, se não tivesse alguma coisa (na denúncia que fez), eles não estariam com essa preocupação toda de mim, não é verdade?”, questionou.

Repórter da Globo é afastado

O repórter Mauro Naves foi afastado da cobertura esportiva da Globo por conta do caso que envolve a modelo e Neymar. É que ele passou o telefone do pai do jogador para o ex-advogado de Najila Trindade, José Edgard Bueno.

O comunicado sobre o afastamento de Mauro ocorreu durante o Jornal Nacional dessa quarta-feira (5). Enquanto o caso não for esclarecido, William Bonner disse que o repórter estará ausente das coberturas da emissora, a começar pela Copa América que será disputada no Brasil a partir da próxima semana. A decisão foi tomada em comum acordo.

Nota lida por Bonner destaca que inicialmente a reunião realizada entre os advogados de Najila teria acontecido a pedido do pai de Neymar. No entanto, a versão foi desmentida pelo pai do jogador. “Hoje, em nota, o pai de Neymar desmentiu essa afirmação. Disse que foi o advogado José Edgard Cunha Bueno que o procurou solicitando a reunião e que José Edgard obteve o contato dele por intermédio do repórter Mauro Naves, na quarta-feira da semana passada”, diz trecho da nota lida no JN.

A versão do pai de Neymar foi confirmada por Mauro Naves, que só comunicou a emissora após a nota do pai do atleta. “Em sua defesa, Mauro Naves explicou que se limitou a repassar os contatos do pai do Neymar para o advogado, a quem já conhecia, porque esperava obter a história com exclusividade e que quando o assunto se tornou público, avaliou que sua participação não teria relevância”.

Apesar da justificativa, a Globo decidiu afastar Mauro Naves: “Há evidências de que as atitudes dele neste caso contrariaram a expectativa da empresa sobre a conduta de seus jornalistas”.

Comentários