Home Guia Bhaz DE GRAÇA! BH tem sessões de cinema com filmes sobre violência

DE GRAÇA! BH tem sessões de cinema com filmes sobre violência

Da PBH

A Fundação Municipal de Cultura realiza até o dia 4 de julho, no MIS Cine Santa Tereza, a Mostra Faces da Violência. A programação trará 22 filmes brasileiros, entre ficções e documentários, cuja temática esbarra nas diversas formas sob as quais a violência se manifesta na sociedade brasileira. Toda a programação é gratuita e os ingressos distribuídos 30 minutos antes das sessões. 

A programação apresenta a arte brasileira refletindo um dos aspectos mais emblemáticos e desafiantes da vida em sociedade. Os filmes Batismo de Sangue (Helvécio Ratton, 2006) e Zuzu Angel (Sérgio Rezende, 2006) mostram a violência praticada pelo Estado ao retratar a tortura praticada no período da ditadura militar. O assassinato de um imigrante brasileiro na Europa é tema de Jean Charles (Henrique Goldman, 2009) e a violência advinda dos conflitos relacionados à terra que atinge grupos como camponeses, indígenas e sertanejos é retratada respectivamente nas obras Uma Questão de Terra (Manfredo Caldas,1986), Martírio (Vicent Carelli, 2016) e O Caldeirão de Santa Cruz do Deserto (Rosemberg Cariry,1985). 

As violências institucionais e em relações sociais, familiares e amorosas também são questionadas nas obras. Um Céu de Estrelas (Tata Amaral,1997) expõe o machismo presente em um conflituoso relacionamento de um casal. O contexto asfixiante para os jovens que se tornam reféns e algozes de um ciclo de violência urbana é abordado em Ônibus 174 (José Padilha/Felipe Lacerda), De Passagem (Ricardo Elias,2003), Maré: Nossa História de Amor (Lúcia Murat/Lúcio Kodato,2007) e O Rap do Pequeno Príncipe contra as Almas sebosas (Paulo Caldas/Marcelo Luna, 2000). 

A mostra também traz filmes policiais renomados de nossa cinematografia como Cidade Oculta (Chico Botelho,1985), O Bandido da Luz Vermelha (Rogério Sganzerla,1968), Os Matadores (Beto Brant, 1997), além de novos clássicos como Tropa de Elite 1 e 2 (José Padilha, 2007, 2010). Informações para público pelos telefones 3277-4699

PROGRAMAÇÃO

Dia 09, domingo, às 17h  


Maré – Nossa História de Amor (Lúcia Murat/Lúcio Kodato| Brasil | 2007 | Musical | 105 minutos)
A favela da Maré, no Rio de Janeiro, é dividida pela briga pelo poder no tráfico de drogas. Analídia é a filha de um dos chefes, que está atualmente preso. Jonatha é o MC da comunidade e também irmão de Dudu, que disputa o poder com o pai de Analídia. Eles se apaixonam ao se conhecerem no grupo de dança da comunidade. 
Classificação Indicativa: 16 anos

Dia 15, sábado, às 17h


De Passagem (Ricardo Elias | Brasil | 2003 | Drama | 86 min)
O filme entrelaça dois momentos bem distintos e marcantes na vida de três jovens da periferia paulista. Jeferson e Washington são irmãos e amigos de Kennedy desde crianças. Quando crescem, Jeferson entra no colégio militar no Rio de Janeiro e Washington e Kennedy entram para o tráfico de drogas. Após receber a notícia da morte de Washington, Jeferson volta a São Paulo e junto com Kennedy sai numa viagem pela cidade procurando o corpo do irmão. Nessa viagem, Jeferson e Kennedy lembram um acontecimento importante do passado. 
Classificação Indicativa: 12 anos

Dia 15, sábado, às 19h


Conterrâneos Velhos de Guerra (Vladimir Carvalho | Brasil| 1990 | Documentário| 168 min) 
Os primeiros tempos de Brasília, ainda na construção, em 1959. Os canteiros de obras se espalham por toda parte e os trabalhadores, chamados de candangos, afluem de vários pontos do país, especialmente do Nordeste. As péssimas condições de trabalho provocaram uma chacina que vitimou grande número de operários. A memória deste e de outros episódios chega aos nossos dias pelo testemunho daqueles que viveram a experiência da construção da capital brasileira. 
Classificação Indicativa: livre.

Dia 16, domingo, às 17h


O Bandido da Luz Vermelha (Rogério Sganzerla | Brasil | 1968 | 92 min)
Marginal paulista coloca a população em polvorosa e desafia a polícia ao cometer os crimes mais requintados. Conhece a provocante Janete Jane, famosa em toda a Boca do Lixo, por quem se apaixona.
Classificação Indicativa: 16 anos.   

Dia 16, domingo, às 19h


Batismo de Sangue (Helvécio Ratton | Brasil | 2006 | Drama | 110 min)
São Paulo, fim dos anos 60. O convento dos frades dominicanos torna-se uma trincheira de resistência à ditadura militar que governa o Brasil. Movidos por ideais cristãos, os freis Tito, Betto, Oswaldo, Fernando e Ivo passam a apoiar o grupo guerrilheiro Ação Libertadora Nacional, comandado por Carlos Marighella. Eles logo passam a ser vigiados pela polícia e posteriormente são presos, passando por terríveis torturas.
Classificação Indicativa: 14 anos.

Dia 20, quinta-feira, às 17h30


Verônica (Maurício Farias | Brasil | 2009 | Drama | 100 min) 
Após 20 anos dando aulas na rede municipal de ensino, Verônica não consegue mais se encantar com os alunos. Um dia, ela percebe que ninguém veio buscar Leandro, de 8 anos, e decide levar o menino até sua casa, mas ao chegar na favela, descobre que traficantes mataram seus pais e estão atrás dele. Sem coragem de deixá-lo à própria sorte, Verônica foge com o menino. Ao tentar superar sua resistência e ao tentar conquistar a confiança de Leandro, Verônica encontra uma nova maneira de viver.
Classificação Indicativa: 12 anos 

Dia 20, quinta-feira, às 19h30


Zuzu Angel (Sérgio Rezende | Brasil | 2006 | Drama | 104 min)
Brasil, anos 60. A ditadura militar faz o país mergulhar em um dos momentos mais negros de sua história. Alheia a tudo isto, Zuzu Angel, uma estilista de modas, fica cada vez mais famosa no Brasil e no exterior. O desfile da sua coleção em Nova York consolidou sua carreira, que estava em ascensão. Paralelamente, seu filho, Stuart, ingressa na luta armada, que combatia as arbitrariedades dos militares. Quando Stuart é torturado e morto na prisão, ela inicia uma batalha para localizar o corpo do filho e enterrá-lo. Zuzu vai se tornando uma figura cada vez mais incômoda para a ditadura.
Classificação Indicativa: 14 anos   

Dia 21, sexta-feira, às 17h30


Os Matadores (Beto Brant | Brasil | 1997 | Policial | 90 min)
Em um bar na divisa Brasil-Paraguai, um homem está para ser eliminado. Enquanto esperam o defunto encomendado, dois matadores, Toninho e Alfredão, revelam uma história em que é difícil encontrar culpados e inocentes. Presente e passado se misturam em torno da morte de Múcio, o pistoleiro mais competente da região, mostrando que matar ou morrer é uma fronteira fácil de se atravessar. Um chefe, uma bela mulher, um serviço a ser feito. O filme testa os limites da amizade, do medo e da traição. Quem traiu?  
Classificação Indicativa: 16 anos. 

Dia 21, sexta-feira, às 19h30


Tropa de Elite (José Padilha| Brasil | 2007| Policial | 120 min)
O dia-a-dia do grupo de policiais no Rio de Janeiro e de um capitão do BOPE – Batalhão de Operações Policiais Especiais – que quer deixar a corporação e tenta encontrar um substituto para seu posto. Paralelamente dois amigos de infância se tornam policiais e se destacam pela honestidade e honra ao realizar suas funções, se indignando com a corrupção existente no batalhão em que atuam.
Classificação Indicativa: 16 anos. 

Dia 22, sábado, às 17h 


Anjos do Sol (Rudi Lagemann | Brasil | Drama | 2006 | 92 min)
O filme conta a saga da menina Maria, de 12 anos, que é vendida pela família, no interior do nordeste brasileiro, a um recrutador de prostitutas. Depois de ser comprada em um leilão de meninas virgens, Maria é enviada para um prostíbulo localizado numa pequena cidade, vizinha a um garimpo, na floresta amazônica. Após meses sofrendo abusos com outras meninas, Maria consegue fugir e atravessa o Brasil na carona de caminhões. Ao chegar ao seu novo destino, o Rio de Janeiro, a prostituição coloca-se novamente no seu caminho e suas atitudes, frente aos novos desafios, tornam-se inesperadas e surpreendentes.
Classificação Indicativa: 14 anos

Dia 22, sábado, às 19h


Martírio (Vicent Carelli | Brasil | Documentário | 2016 | 162 min) 
Uma análise da violência sofrida pelo grupo Guarani Kaiowá, uma das maiores populações indígenas do Brasil nos dias de hoje e que habita as terras do Centro-Oeste, entrando constantemente em conflito com as forças de repressão e opressão organizadas pelos latifundiários, pecuaristas e fazendeiros locais, que desejam exterminar os índios e tomar as terras para si.
Classificação Indicativa:12 anos.

Dia 23, domingo, às 17h 


Um Céu de Estrelas (Tata Amaral | Brasil | Drama | 1997 | 70 min)
Dalva, uma cabelereira do bairro da Mooca, São Paulo, decide romper seu relacionamento de dez anos com o metalúrgico Vítor, também do bairro. Em seguida, ganha um concurso e uma passagem para concorrer às finais em Miami. Vê na viagem a possibilidade de se livrar do universo opressivo em que vive e pensa  em ficar por lá, para se afastar da mãe e do ex-noivo. A história se passa um dia antes da viagem, quando Dalva está arrumando sua mala. 
Classificação Indicativa: 16 anos.  

Dia 23, domingo, às 19h 


Tropa de Elite 2 (José Padilha | Brasil | Drama | 2010 | 116 min)
Nascimento enfrenta um novo inimigo: as milícias. Ao bater de frente com o sistema que domina o Rio de Janeiro, ele descobre que o problema é muito maior do que imaginava. E não é só. Ele precisa equilibrar o desafio de pacificar uma cidade ocupada pelo crime com as constantes preocupações com o filho adolescente. Quando o universo pessoal e o profissional de Nascimento se encontram, o resultado é explosivo. 
Classificação Indicativa: 16 anos. 

Dia 26, quarta-feira, às 19h30


Cidade Oculta (Chico Botelho | Brasil | Policial | 1985 | 75 min) 
Uma aventura violentamente urbana, passada na noite paulista. Conta a história de um marginal, Anjo, sua namorada, Shirley Sombra, misto de estrela de shows e bandida, o velho companheiro Japa e finalmente o arquivilão, um policial corrupto conhecido como Ratão.  
Classificação Indicativa: 16 anos. 

Dia 27, quinta-feira, às 19h30 


Cidadão Boilesen (Chaim Litewski | Brasil | Documentário| 2009 | 93 min)
Cidadão Boilesen conta como o empresariado financiou a Operação Bandeirante (OBAN), principal órgão de repressão da ditadura militar brasileira. Através da surpreendente vida do ex-presidente da Ultragaz, Henning Boilesen, assassinado pela guerrilha em 1971, o documentário revela a ligação política e econômica entre civis e militares no combate à luta armada. Com dezenas de entrevistados, vasto material iconográfico e inéditos documentos até então secretos. Cidadão Boilesen discute o período mais brutal da recente história brasileira.
Classificação Indicativa: 12 anos

Dia 28, sexta-feira, às 19h30


Última Parada 174 (Bruno Barreto| Brasil | 2008 | Suspense | 110 min)
Maria, viciada em drogas, assiste impotente seu filho Alessandro ser retirado de suas mãos pelo chefe do tráfico local, devido à uma dívida não paga. Dez anos depois Sandro, filho único, vê sua mãe ser morta por dois ladrões. Apesar de ficar sob os cuidados da tia, ele decide fugir e passa a conviver com um grupo de garotos que dorme na igreja da Candelária, onde tem acesso ao mundo das drogas. Só que Sandro testemunha mais uma tragédia, a chacina da Candelária, onde 8 meninos de rua foram mortos pela polícia. Este evento aproxima Sandro e Alessandro, que passam a ter um forte convívio.
Classificação Indicativa: 16 anos.

Dia 29, sábado, às 17h 


Quase Dois Irmãos (Lúcia Murat | Brasil | 2003 | Drama | 102 min)
Nos anos 1970, quando o país vivia sob a ditadura militar, muitos presos políticos foram levados para a penitenciária de Ilha Grande, na costa do Rio de Janeiro. Assim como os políticos, assaltantes de bancos também estavam submetidos à Lei de Segurança Nacional. Ambos cumpriam pena na mesma galeria. O encontro desses dois mundos é parte importante da história da violência que o país enfrenta hoje.  Classificação Indicativa: 16 anos.

Dia 29, sábado, às 19h 


Onibus 174 (José Padilha/Felipe Lacerda | Brasil | 2002 | Documentário | 150 min)
Uma investigação cuidadosa, baseada em imagens de arquivo, entrevistas e documentos oficiais, sobre o sequestro de um ônibus em plena zona sul do Rio de Janeiro. O incidente, que aconteceu em 12 de junho de 2000, foi filmado e transmitido ao vivo por quatro horas, paralisando o país. No filme a história do sequestro é contada paralelamente à história de vida do sequestrador, intercalando imagens da ocorrência policial feitas pela televisão. É revelado como um típico menino de rua carioca transforma-se em bandido e as duas narrativas dialogam, formando um discurso que transcende a ambas e mostrando ao espectador porque o Brasil é um país é tão violento.
Classificação Indicativa: 14 anos

Dia 30, domingo, às 19h 


O Rap do Pequeno Príncipe Contra as Almas Sebosas (Paulo Caldas/Marcelo Luna | Brasil | 2000 | Documentário | 75 min)
Dois personagens reais, Helinho e Garnizé, formam o eixo do documentário. Helinho, justiceiro, 21 anos, conhecido na comunidade como “O Pequeno Príncipe”, é acusado de matar 65 bandidos, no município de Camaragibe (PE), usa a cultura para enfrentar a difícil sobrevivência na área. Dois jovens de uma mesma periferia, duas vidas cruzadas pelo mesmo tema: a violência urbana.
Classificação Indicativa: 14 anos. 

Dia 03, quarta, às 19h30 


Uma Questão de Terra (Manfredo Caldas | Brasil | 1986 | Documentário | 80 min) 
A partir do assassinato da líder camponesa Margarida Maria Alves, o filme analisa os vários níveis de violência no campo. Dando voz aos trabalhadores rurais, questiona-se, de maneira contundente, o problema fundiário do país, especificamente no Estado da Paraíba. O documentário culmina com os três dias de votação da reforma agrária na Assembleia Constituinte de 1988.
Classificação Indicativa: livre.

Dia 04, quinta, às 19h30 


O Caldeirão de Santa Cruz do Deserto (Rosemberg Cariry | Brasil |1985 | Documentário | 77 min)
Resgate da memória e da história  da comunidade religiosa  do Caldeirão, liderada pelo beato José Lourenço, que se organizava em moldes socialistas primitivos. Depois de alcançar grande progresso, a comunidade foi destruída pela polícia cearense e pelo bombardeio de aviões, em 1936, deixando mais de mil camponeses mortos . A partir dos depoimentos dos remanescentes e dos símbolos da cultura popular, o filme faz uma reflexão sobre o poder, a liberdade e a luta pela terra. 
Classificação Indicativa: 12 anos. 

Comentários