Home Guia Bhaz Da mestra de obras a cervejeira: Bar totalmente criado, construído e comandado por mulheres chega a BH

Da mestra de obras a cervejeira: Bar totalmente criado, construído e comandado por mulheres chega a BH

Um salve à força feminina! O novo espaço de Belo Horizonte, nomeado como Yanã, proporciona uma experiência com as energias do feminino, traduzindo cada detalhe, características e simbolismos da cultura das Deusas. O bar totalmente construído e comandado por mulheres fica localizado no bairro Santa Efigênia, região Leste da capital mineira, e chega com a proposta de integração de cultura e gastronomia.

Para dar vida à casa, as sócias Ana Carolina Pacheco e Ana dos Anjos Camarano criaram uma Deusa própria: a Yanã, protetora das conexões humanas e da força do feminino. Toda essa energia pode ser encontrada da estrutura física aos drinques servidos a elas e eles.

O local é todo conduzido por mulheres: são garçonetes, cervejeiras, musicistas, gerentes, fornecedoras, seguranças, mixologistas e cozinheiras que dão vida ao espaço. As “mulheres de Yanã” são mulheres reais, que contribuem para a existência dessa figura. E elas são muitas, desde a mestra-de-obras Cenir, que reformou o espaço, até as mãos mágicas da mixologista Jezebel, que elaborou os drinques.

Mas se engana quem pensa que Yanã lida somente com o feminino das mulheres. Ela ensina que todo ser humano tem um lado feminino e masculino. Portanto, o bar da Deusa está sempre aberto àqueles que desejam resgatar e cultuar o seu sagrado feminino.

O bar fica localizado na rua Niquelina, 765, no bairro Santa Efigênia (acesso pelo metrô e avenida do Contorno) e funciona de terça à domingo, sendo que de terça a sexta o horário de funcionamento é das 18h à 0h; sábado, das 14h às 2h; e domingo, das 12h às 23h. Confira a programação semanal no Instagram do bar.

Os sabores de Yanã

No cardápio, destaque para os petiscos desenvolvidos pelas sócias, como a Trilogia de Yanã, composto por croquete de costelinha marinada no alecrim e no limão capeta, bolinho de abóbora recheado com queijo e alho poró e bolinho de grão de bico recheado com taioba, e também a Caldeirada de Yanã, um cozido de carne e legumes preparados com catuaba, além de uma opção vegana do prato.

Além deles, o bar oferece petiscos clássicos do boteco mineiro, como a linguiça caseira e as batatas assadas com toques especiais, como conserva de cebola roxa e pesto com tempero secreto. Todos os temperos que compõem a cozinha de Yanã têm significados dentro da essência da Deusa. Quem assina o cardápio são as sócias, e a cozinha será comandada pelas cozinheiras Vivian Nunes e Bárbara Silva.

Na carta de drinques, o especial Yanã, que leva o nome da deusa, composto por cachaça infusionada, vinho branco, alecrim e xarope de banana verde, uma bebida potente que representa a força de Yanã. Outro drinque autoral é o Sangue do Patriarcado, que leva gin, limão siciliano, hortelã, mirtilo e xarope de amora. Quem gosta de cerveja pode ficar tranquilo, pois o menu conta com uma gama de marcas que vão das comuns aos chopes artesanais exclusivos.

Divulgação/Yanã

Aos domingos, será servido um almoço especial, com pratos diferentes a cada semana preparados por cozinheiras convidadas. A única regra é combinar o tempero com rodas de samba e chorinho. Você não pode deixar de conhecer e sentir essa vibração da força das mulheres!

Yanã

Onde? rua Niquelina, 765, no bairro Santa Efigênia (acesso pelo metrô e avenida do Contorno)
Quando? terça a sexta – 18h à 0h
sábado – das 14h às 2h
domingo – das 12h às 23h
Programação/atrações? Perfil no Instagram

Comentários