Home Notícias BH Surto de febre maculosa leva sofrimento e humilhação a carroceiros em Contagem

Surto de febre maculosa leva sofrimento e humilhação a carroceiros em Contagem

O surto de febre maculosa que atinge Contagem, cidade na região metropolitana de Belo Horizonte, tem feito com que carroceiros do entorno do Nacional sejam hostilizados. No município, quatro pessoas já morreram com a doença e 52 casos foram notificados. Já na capital 33 casos estão em investigação (veja abaixo).

Em conversa com o BHAZ, Gilmar Adalberto Barbosa, presidente da Associação dos Carroceiros do Nacional, conta que, desde o começo do surto de febre maculosa no bairro Vila Boa Vista, os carroceiros estão sendo ofendidos pelas ruas. “Está uma bagunça. As pessoas acham que os nossos cavalos que estão com o carrapato-estrela e passando a doença pro ser humano. Muitas pessoas estão desfazendo do nosso trabalho”, disse.

Há 35 anos trabalhando como carroceiro, Gilmar relata que nunca passou por um momento como esse. “É uma humilhação o que está acontecendo com a gente. Nunca passei por isso nem aqui, nem em Belo Horizonte. As pessoas podem ficar tranquilas, pois nossos animais já tomaram banho de carrapaticida”, disse.

Banhos de carrapaticida são aplicados em cavalos
(Fábio Silva/Prefeitura de Contagem)

O relato dos carroceiros fez com que a Prefeitura de Contagem emitisse um alerta pedindo para que as pessoas não ataquem esses trabalhadores, nem maltratem os animais. “Ainda não registramos maus-tratos, mas estamos conscientizando a população quanto a isso”, disse Júlio César Santos, responsável pela assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Saúde de Contagem.

O carroceiro Gilmar ainda conta que, frequentemente, escuta pelas ruas as pessoas dizendo que vão colocar remédio para matar seus cavalos. “É triste ouvir isso ao andar pelo bairro”, disse.

Banhos carrapaticidas

Banhos de carrapaticidas têm sido dados nos cavalos de carroceiros da região do Nacional desde a segunda-feira (10). Ao todo, 52 banhos já foram dados até essa quarta (12). O procedimento de higienização é realizado a cada 15 dias.

Os banhos são oferecidos em dois ecopontos, nos seguintes endereços:

  • Ecoponto Carajás – Rua Pedro Álvares Cabral, sn, bairro Carajás
  • Ecoponto Amendoeiras – Rua Francisco Norberto da Costa, sn, bairro Pedra Azul
Banhos sendo aplicados em cavalos (Lorena Campos/SMS)

Surto da doença

Em Contagem, cinco casos de febre maculosa já foram confirmados, com quatro mortes. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, um homem de 41 anos segue internado no Hospital Eduardo de Meneses. Das 52 notificações, 47 casos estão sendo investigados.

O homem que está internado é parente de outras quatro pessoas que morreram depois de contrair a doença. Ele também entrou no terreno infestado pelo carrapato-estrela. O local continua recebendo aplicação de cal. Além disso, a terra foi revirada e o material espalhado, com o objetivo de matar o carrapato estrela, o transmissor da doença. A expectativa é de que o processo seja finalizado nesta sexta-feira (14).

Para entender o que motivou o surto da doença, técnicas do Ministério da Saúde estão na região do Nacional realizando pesquisas epidemiológicas. O trabalho é feito em conjunto com as secretarias de Saúde de Contagem e de Minas Gerais.

Em Belo Horizonte, 33 casos da doença são investigados. “A Secretaria Municipal de Saúde acompanha e monitora os casos e, sempre que necessário, emite alerta para os profissionais, de forma a aumentar a sensibilização para a doença”, informa a pasta.

Vitor Fórneas

Vitor Fórneas

Jornalista no Portal Bhaz

Comentários