Home Notícias Minas Gerais Morador morre de infarto durante tiroteio em Uberaba

Morador morre de infarto durante tiroteio em Uberaba

Um homem de 57 anos morreu de infarto, na madrugada desta quinta-feira (27), durante o assalto a banco em Uberaba, no Triângulo Mineiro. A vítima estava em casa no momento em que ocorria o intenso tiroteio, quando sofreu a parada cardíaca.

Segundo o Corpo de Bombeiros, ainda não é possível afirmar que o infarto tenha sido motivado pelo susto, mas essa é uma das suspeitas. A corporação destacou também que a demora no atendimento, devido aos bloqueios feitos pelos bandidos em vários pontos da cidade, pode ter contribuído para a morte do morador.

O ataque

Segundo a Polícia Militar, cerca de 30 criminosos explodiram caixas eletrônicos e assaltaram uma agência do Banco do Brasil em Uberaba durante a madrugada.

O ataque causou pânico entre moradores da região. Foram mais de três horas de tiroteio e, na fuga, o bando, que estava em carros, caminhonetes e caminhões fez moradores reféns e chegou a usar um homem como escudo humano amarrado ao para-brisa de um veículo. Pelo menos duas pessoas foram baleadas.

Hoje pela manhã, a polícia cercou um caminhão ocupado por aproximadamente 10 criminosos na Rodovia BR-262, entre Araxá e Uberaba. Os policiais conseguiram negociar a rendição dos suspeitos e a liberação dos sete reféns.

Uma mulher baleada durante a madrugada está em estado grave no Hospital da Clínicas da Universidade de Uberaba. Ela passou por uma cirurgia. Um homem também foi socorrido após ser baleado na perna. Ele não corre risco de morrer.

Vários estabelecimentos da região tiveram janelas, portas e paredes perfuradas. Um quartel do Corpo de Bombeiros também foi atingido pelos tiros.

Orientada pela polícia, a Prefeitura de Uberaba determinou que os órgãos públicos municipais fiquem fechados nesta manhã e apenas setores de atendimento médico de urgência funcionem. As aulas e os serviços de transporte escolar foram suspensos. O transporte público foi retomado por volta das 9h.

Segundo a PM, 10 suspeitos foram presos até o momento.

Comentários