Home Notícias Minas Gerais Tem pneu velho em casa? Minas terá campanha para recolher material nos municípios e destiná-lo à reutilização

Tem pneu velho em casa? Minas terá campanha para recolher material nos municípios e destiná-lo à reutilização

Pneus que não mais servem para uso têm destinação certa para serem reaproveitados. Por meio de um convênio entre as prefeituras do Estado de Minas Gerais e a Associação Reciclanip, a partir deste mês, será iniciada uma campanha com as prefeituras mineiras para a coleta de pneus inservíveis para destinação a empresas trituradoras, que reaproveitam esse material na produção dos mais variados produtos.

Os pneus inservíveis coletados serão destinados a empresas trituradoras. Depois desse processo, o material é reaproveitado como combustível alternativo nas indústrias de cimento, fabricação de solados de sapatos, borrachas de vedação, dutos pluviais, pisos para quadras poliesportivas, pisos industriais, além de tapetes para automóveis e a produção de asfalto-borracha.

Os pneus descartados são recolhidos pelo serviço público ou entregues voluntariamente pela municipalidade, ou por coletas pré-programadas para municípios não conveniados, sempre que necessário.

Além de não ser mais um poluidor do meio ambiente, esses pneus também não vão servir de local para a reprodução do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika. Só neste ano, até 24 de junho, foram registrados cerca de 424 mil casos prováveis de dengue e 86 mortes confirmadas em todo o Estado. Em 2018, o registro foi de cerca de 30 mil casos de dengue em Minas, sendo 12 mortes confirmadas.

De acordo com a analista ambiental, Luiza Silva Betim, da Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam), a campanha de mobilização junto às prefeituras busca que, tanto os municípios já conveniados quanto os que não têm convênio com a Reciclanip, possam solicitar coletas dos pneus inservíveis.

Para isso, os municípios interessados em fazer parte da campanha devem entrar em contato com a Reciclanip até 17 de julho, pelo telefone (11) 3165-4430 (Opção 1) ou pelo e-mail [email protected]. “A partir dessa formalização, a associação fará o cadastro da prefeitura e dará orientações necessárias quanto à coleta”, explica Luiza.

No período de 15 a 19 de julho, os municípios conveniados vão receber e armazenar os pneus inservíveis entregues pela população e empresas privadas, como oficinas, borracharias, concessionárias e postos de gasolina. Já no período de 22 a 26 de julho, serão coletados, pela Reciclanip, os pneus arrecadados pelas prefeituras conveniadas.

Logística reversa

A Reciclanip operacionaliza um sistema de logística reversa de pneus da Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (Anip), entidade que representa as empresas fabricantes de pneumáticos instalados no Brasil.

De acordo com a Anip, em 2017, mais de 458 mil toneladas de pneus foram destinadas corretamente, no Brasil, segundo o Relatório de Pneumáticos 2018. O que, segundo a Reciclanip, mostra que a indústria atingiu 101,78% da meta estabelecida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). O número equivale a cerca de 91,6 milhões de pneus para carros de passeio.

Em Minas Gerais, também, no ano passado, a Reciclanip coletou cerca de 14 mil toneladas de pneus inservíveis, o equivalente a mais de 1,5 milhão de unidades de pneus de carro de passeio. De acordo com a associação, a região que mais se destacou foi a Sudeste, que respondeu por 56,83% do total coletado e destinado, seguida pela Região Sul, com 21,17% do volume. Na sequência apareceu Centro-Oeste, Nordeste e Norte, com 9,77%, 9,05% e 3,17%, respectivamente, em 2018.

Pontos de coleta

A Reciclanip é a uma das maiores incentivadoras de destinação de pneus inservíveis entre os países da América Latina e conta com 1.053 pontos de coleta em diversos municípios brasileiros. Para saber onde destinar pneus inservíveis, consumidores e empresas podem localizar o ponto de coleta mais próximo no site www.reciclanip.org.br. Além disso, é possível saber como prestar serviço de transporte para a entidade, além de conhecer o processo de destinação e ver em quais materiais seu pneu inservível pode se tornar.

Da Secretaria de Estado de Meio Ambiente

Comentários