Home Notícias Minas Gerais Vereador mineiro do PT mata sobrinho e atira em genro após invasão de porcos

Vereador mineiro do PT mata sobrinho e atira em genro após invasão de porcos

Uma confraternização familiar terminou com uma pessoa morta e outra ferida em Pedra do Indaiá, no Centro-Oeste de Minas Gerais, no último sábado (29).

O vereador Antônio Marcos da Silva (PT), de 48 anos, é acusado de matar o sobrinho, um jovem de 21, e atirar no genro, de 54. De acordo com a Polícia Militar (PM), a discussão aconteceu durante um encontro da família em um sítio, localizado na zona rural da cidade.

A possível motivação para o crime seria a invasão de uma manada de porcos, vinda do terreno do jovem, na propriedade do parlamentar. O fato teria causado a fúria do parlamentar, que foi até a residência, buscou uma arma de fogo calibre 12 e atirou no sobrinho.

O pai do parlamentar tentou conter os ânimos do filho, porém ele ainda atirou contra seu genro. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi até o local e o suspeito fugiu na sequência.

Vereador se entrega

Na noite dessa segunda-feira (1), o vereador se entregou à Polícia Civil e prestou depoimento. O caso está sendo investigado pela corporação e, de acordo com o delegado Lucélio da Silva, testemunhas e o genro do parlamentar já foram ouvidas.

O vereador foi liberado, pois o prazo do flagrante já tinha passado e pelo fato de ter se entregado voluntariamente. A arma usada no crime estava legalizada, conforme informou a PM.

O BHAZ entrou em contato com o diretório do PT em Minas e foi informado que a legenda presta solidariedade aos familiares devido à tragédia ocorrida, mas que não haverá posicionamento oficial, pois “não ocorreu crime político”.

A reportagem tentou, ainda, falar com o vereador e e com Câmara dos Vereadores de Pedra do Indaiá, mas não obteve sucesso. Tão logo o parlamentar e a Casa se manifestem, esta reportagem será atualizada.

Comentários