Home Notícias Brasil Idosas escavam ao redor de casa com colher de pedreiro durante oito anos

Idosas escavam ao redor de casa com colher de pedreiro durante oito anos

Duas irmãs, idosas, escavaram ao redor da casa em que moravam durante oito anos, em Maceió (AL). Segundo relatos de vizinhos, as senhoras usavam uma colher de pedreiro para a escavação, e depois despejavam a terra na rua. O caso foi registrado no bairro Benedito Bentes. As irmãs foram retiradas da casa nessa terça-feira (9) e transferida para outra casa. As duas receberão acompanhamento psiquiátrico.

Maria Rita, de 76 anos, e Maria José, que não teve a idade informada, foram as responsáveis pela escavação. O fosso ao redor da casa tem mais de um metro de profundidade, e segundo vizinhos, estaria comprometendo a estrutura de casas em volta, que começaram a apresentar rachaduras.

Alagoas24h/Reprodução

Uma investigação está sendo feita pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para entender se houve negligência por parte da família, pois os relatos são que as irmãs escavavam há, pelo menos, oito anos.

“Vamos dizer negligência, mas a gente não sabe também. Às vezes se trata de pessoas que presenciam, mas têm medo de se aproximar, têm medo de alguma reação. A gente não sabe se essas senhoras já fizeram tratamento antes”, explicou a coordenadora do Centro de Atenção Psicossocial Noraci Pedrosa (Caps), Rita de Cássia Pedrosa ao G1.

Um dos filhos se manifesta

O caso viralizou após o vereador Maceió Siderlane Mendonça (PEN) postar um vídeo em suas redes sociais. Após o início das investigações sobre negligência, o político foi até a casa e conversou com o filho de Dona Rita, que é uma das idosas que escavaram o local.

“Minha mãe vinha com esse problema de saúde, e tentamos tirá-la daqui por várias vezes, mas ela não aceitava. Tanto eu, quanto meus irmãos. Ela não queria de jeito nenhum. Nós cogitamos acionar a Defesa Civil, as autoridades para dar um jeito. Só que mãe é mãe. Acho que quando você pensa em tirar sua mãe de casa, levá-la para outro lugar, a gente pensa muitas vezes”, desabafa Almir Nascimento.

O filho da idosa continua e reforça que sempre cuidou da mãe. “Não houve negligência nenhuma por parte dos filhos, nós amamos nossa mãe. No momento, a nossa preocupação é cuidar da saúde dela. A partir de agora, estamos na torcida para que ela fique boa, para que ela volte ao convívio normal”, completa.

Agora, as duas senhoras estão morando em uma casa doada pelos filhos. “Está em um lugar seguro que, por sinal, é uma casa que ele [o filho] já tinha oferecido por várias vezes à mãe, mas ela não aceitava. Agora vamos vir com uma equipe da prefeitura para buscar aterro e jogar nesta casa”, completa o vereador. A casa será revitalizada e as idosas tratadas, para que voltem a morar futuramente no local.



Comentários