Home Notícias BH Universitária morre em grave acidente em Contagem; motorista foge e família pede justiça

Universitária morre em grave acidente em Contagem; motorista foge e família pede justiça

Familiares e conhecidos de Camilla Mohana, 25 anos, morta em um acidente automobilístico ocorrido em Contagem, no último sábado (13), realizam uma campanha na internet pedindo justiça. A estudante de enfermagem morreu quando ia para uma boate com um grupo e o carro onde estava se envolveu em uma batida na avenida Severino Ballesteros Rodrigues, uma das principais da cidade da região metropolitana de BH.

Camila estava acompanhada de uma amiga, de 18 anos, e outras três pessoas a quem ela havia acabado de conhecer pessoalmente por intermédio da amiga: uma mulher de 20 anos, um rapaz de 27 anos, e o motorista do veículo Toyota Corolla, Albert Morais dos Santos, de 25 anos.

Segundo o boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar, testemunhas contaram que Albert dirigia muito acima da velocidade permitida da via, quando perdeu o controle do carro, rodou na pista e bateu em um poste.

Reprodução/Reds (Relatório de Evento de Defesa Social)

Ainda de acordo com o registro, o motorista saiu do carro e não prestou socorro às vítimas, nem sinalizou o local do acidente. Uma testemunha contou aos militares que ele apresentava sinais de embriaguez. Um dos passageiros do veículo confirmou que Albert havia consumido álcool antes de assumir a direção. Ele teria bebido antes mesmo de buscar Camilla e sua amiga na casa dela, em Contagem.

Outro fato apresentado aos policiais foi de que Albert tentou “comprar” as testemunhas que visualizaram o acidente, oferecendo dinheiro para que alguém assumisse que estava dirigindo o seu carro. Sem sucesso na negociata, ele fugiu do local antes que os militares chegassem.

Novo acidente

O acidente aconteceu por volta da 0h de sábado. Camilla chegou a ser socorrida para o Hospital Municipal de Contagem, em estado grave e inconsciente. Ela sofreu um corte profundo na cabeça. Entretanto, apesar dos esforços médicos, ela não resistiu aos ferimentos e faleceu por volta das 6h30 de sábado. O corpo de Camilla foi enterrado no último domingo (14).

Todos os ocupantes do veículo sofreram ferimentos e foram socorridos. O carro acidentado atingiu um poste, que ficou caído no local. Como a região da batida não estava sinalizada pelo condutor responsável, os fios do poste causaram um outro acidente grave.

Um motociclista de 46 anos seguia pelo local, não viu os cabos, e caiu da moto. O homem foi socorrido para o hospital João XXIII com ferimentos no rosto e na perna direita.

#TodosporCamillaMohana

Agora, familiares da vítima procuram pelo condutor do Corolla, Albert Morais, que fugiu do local após o acidente. A irmã de Camilla, Pâmela Mohana, criou uma campanha nas redes sociais – #TodoporCamillaMohana – para encontrar o motorista. “Nós queremos justiça. Ele tem que pagar pelo que fez”, diz Pâmela ao BHAZ.

Segundo Pâmela, até o momento ninguém se responsabilizou pelo acidente. “Até agora ele [Albert] não apareceu para prestar ajuda, nem a família dele. O pai dele até chegou a aparecer no hospital procurando pelo filho, mas foi embora sem prestar nenhuma ajuda”, conta.

O BHAZ tentou contato com Albert, mas seu celular estava desligado. Tão logo queira se manifestar, esta reportagem será atualizada.

Investigação

Após o acidente, o veículo Toyota Corolla foi removido do local e a Transcon, responsável pelo trânsito de Contagem, foi acionada para prestar as manutenções à via e à iluminação que ficou prejudicada pelo acidente.

Segundo a Polícia Civil, o caso segue em investigação na 7ª Delegacia de Contagem. Um inquérito foi aberto nessa segunda (15), para investigar o caso. A expectativa é que a solução seja encontrada rapidamente, já que o suspeito já foi identificado.

O delegado aguarda ainda o laudo da necrópsia e a perícia local do acidente. Contudo, a polícia não divulgará mais informações para não atrapalhar o andamento do caso.

Comentários