Home Notícias BH ‘Cerol Mata’ busca prevenir acidentes nas ruas de BH e distribui 300 antenas para motociclistas

‘Cerol Mata’ busca prevenir acidentes nas ruas de BH e distribui 300 antenas para motociclistas

Dando sequência à campanha Cerol Mata, iniciada na semana passada com a mobilização em escolas municipais da capital, a Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Segurança e Prevenção, começa nesta quarta-feira (17) a fazer ações educativas nas ruas e avenidas da capital para que motociclitas fiquem atentos a pipas.

É que neste período do ano, quando o tempo é de céu claro, há ventos e as crianças e jovens estão de férias, é temporada de papagaios no céu. Mas muitos deles usam a mistura de caco de vidro com cola (o cerol) na linha ou a linha chilena (altamente cortante) para que as pipas fiquem mais ágeis e ‘cortem’ os objetos de amigos, numa espécie de disputa para ver quem empina a mais alta.

+ Pipas no céu: Ação contra cerol aborda escolas e motoqueiros; 19 pessoas foram feridas este ano

Durante as ações, os agentes da Patrulha Escolar da Guarda Municipal de Belo Horizonte (GMBH) vão alertar os motoristas para os riscos que as linhas cortantes representam, sobretudo, para motociclistas e ciclistas.

As vias onde a incidência de apreensões de rolos envoltos com esse tipo de linha é maior foram escolhidas para as abordagens. As ações preventivas serão marcadas pela entrega total de 300 antenas de proteção aos condutores de motos, além de material educativo para a população em geral.

As ações de conscientização terão início nesta quarta-feira, na avenida Pedro II, próximo ao elevado Helena Greco, com a distribuição de 150 antenas. Já na sexta-feira (19), às 9h, a mobilização será na avenida Cristiano Machado, em frente a concessionária Carbel, sentido Centro, com a entrega de outros 150 aparatos que são instalados nas motos.

Dicas importantes!

  • É proibido usar cerol. O uso de linhas com cerol (vidro moído com cola) pode conduzir eletricidade e provocar descargas elétricas, além de provocar inúmeros acidentes com pedestres, ciclistas e motociclistas.
  • É muito perigoso jogar, aproximar ou encostar objetos como arame, corrente, cabo de aço, marimba, bambu, barra de ferro, madeira, etc, na rede elétrica. Além de você correr risco de sofrer um acidente grave, ou mesmo fatal, poderá ainda ocasionar o desligamento da energia elétrica em sua casa, como também em hospitais e em residências de pessoas que necessitam de aparelhos médicos de sobrevivência à vida.
  • Caso sua pipa enrosque nos fios, deixe pra lá. Não tente retirá-la, pois você poderá levar um choque elétrico, causar um curto-circuito e até mesmo o rompimento dos cabos.
  • É muito perigoso tentar resgatar sua pipa em árvores próximas aos fios da rede elétrica. Você pode sofrer um choque ou até cair da árvore.
  • Na presença de relâmpagos, recolha a pipa imediatamente, pois você pode ser atingido por um raio.
  • Se sua pipa cair em áreas de subestações da Cemig não invada o local para resgatá-la, você poderá sofrer um grave acidente.

Vender e usar cerol é crime em BH

A legislação que proíbe a comercialização e o uso do cerol em Belo Horizonte completa 23 anos em 2019. A Lei 7.189 de 1996 recebeu reforço, em 2003, com a publicação da Lei 8.563.

Em 2006, a Lei 9.137 instituiu, na capital mineira, a última semana do mês de junho como a Semana de Conscientização de Combate ao Cerol, enfatizando que o uso de linhas cortantes configura crime, passível de três meses a um ano de prisão.

Com informações da Secretaria Municipal de Segurança e Prevenção de BH

Comentários