Home Notícias BH Megaoperação para Virada Cultural: Desvios nas ruas, metrô 24h, mais ônibus, segurança reforçada e ilhas gastronômicas

Megaoperação para Virada Cultural: Desvios nas ruas, metrô 24h, mais ônibus, segurança reforçada e ilhas gastronômicas

Com mais de 440 atrações de 2,8 mil artistas, em apresentações por 24 horas ininterruptas; e um publico estimado de 500 mil pessoas, a Virada Cultural de Belo Horizonte, que será realizada a partir das 17h deste sábado (20), vai contar com uma superestrutura de transporte, segurança e apoio às pessoas que participarem da festa cultural.

Se você trabalha no Centro da cidade ou vai se deslocar por esta região, fique atento: a BHTrans fará várias alterações na circulação na região (veja mapa abaixo com interdições) e pontos de ônibus terão alteração de local.

Para atender a festa, pela primeira vez na Virada Cultural o metrô vai operar 24h ininterruptas. A Estação Central permanecerá aberta durante toda a programação para embarque e desembarque, além de contar com o reforço de equipes de segurança e bilheteria. Os trens partem a cada 30 minutos. As demais estações do metrô estarão abertas no horário habitual (das 5h15m às 23h), com funcionamento 24h na Virada apenas para o desembarque de passageiros.

A CBTU-BH também deixará trens de prontidão para que entrem em operação a qualquer momento, caso seja constatada elevação no número de usuários. Não haverá recarga de crédito nos cartões Ótimo e BHBus, apenas venda de bilhetes únicos.

Com 25 espaços espalhados pela área central da cidade para a realização dos shows, a BHTrans fará interdição de vias (veja no mapa abaixo) e faixas vão orientar os condutores sobre os desvios. Estarão nas ruas 50 agentes da Unidade Integrada de Trânsito – BHTrans, Polícia Militar e Guarda Municipal) – para monitorar, fiscalizar e orientar o tráfego no Centro. 

No transporte coletivo, haverá reforço das linhas do MOVE (para as estações São Gabriel, Vilarinho, Pampulha e Venda Nova) e que atendem às estações Diamante e Barreiro, bem como as linhas circulares (SC04, SC01 e 105). Serão criados pontos de táxi nas vias liberadas ao trânsito e próximas aos palcos. 

As linhas do MOVE que realizam embarque e desembarque nas estações Carijós e Rio de Janeiro vão operar normalmente nas avenidas Paraná e Santos Dumont, sem alterações durante a Virada. Somente as estações Tamoios e São Paulo não operam aos domingos.

(BHTrans/Divulgação)

Alteração dos pontos de ônibus

Se você trabalha no Centro ou precisa se deslocar no sábado ou domingo, fique atento: em função da área de interdição, algumas linhas do transporte coletivo terão o itinerário e pontos de embarque/desembarque alterados na área central a partir das 17h de sábado, até o fim do evento (o que inclui a desmontagem da estrutura em algumas vias, que acontecerá na segunda e terça-feiras, dias 22 e 23).

Os coletivos que vêm das avenidas Pedro II, Cristiano Machado e Antônio Carlos terão pontos na avenida Olegário Maciel. Os ônibus que vêm das avenidas Amazonas, Afonso Pena, Alfredo Balena, Brasil e do Contorno terão os pontos na rua dos Timbiras e na avenida Augusto de Lima. Os ônibus realizarão o embarque e desembarque em todos os pontos ao longo dos desvios sempre que solicitados.Detalhes sobre as vias interditadas no site da Virada Cultural

  • Mudanças nas rotas de ônibus e dos pontos estarão disponíveis no site da BHTrans (servicosbhtrans.pbh.gov.br).

Segurança com câmeras, socorro e iluminação

Para cuidar da segurança e bem-estar dos ‘viradores culturais de BH’, foi montada uma equipe de atuação integrada, com cerca de 1 mil agentes, entre guardas municipais, policiais militares e agentes de fiscalização da PBH.

O Centro Integrado de Operações de Belo Horizonte (COP-BH), responsável por monitorar a cidade por meio das 16 instituições representadas na Sala de Controle Integrada, estará de prontidão. O posto de comando terá a ajuda de 1,6 mil câmaras que estarão monitorando o evento. Esse posto conta com apoio da Secretaria de Estado de Segurança Pública.

De prontidão para emergências no local, estarão disponíveis duas ambulâncias de suporte avançado e uma ambulância de suporte básico do Samu em locais fixos. Estarão a serviço da Virada sete ambulâncias privadas, contratadas especialmente para o atendimento ao evento, e 48 brigadistas.

A iluminação do Centro da cidade também foi revista levando em conta a segurança. Os locais que recebem atrações foram mapeados e as árvores receberam podas para melhorar a iluminação das vias e a visibilidade das câmeras de segurança.

Roteiro de alimentação na Virada

A operação de alimentos e bebidas contará com duas estruturas diferenciadas:

  • O primeiro é o Viradão Gastronômico, um roteiro de 30 estabelecimentos situados no coração de Belo Horizonte, que funcionam durante o evento. Esses locais têm uma indicação de prato apelidado como Viradão, a preços populares.
  • Haverá a estrutura de barracas e food trucks em pontos distintos: Praça da Estação, Palco Festas, Palco Guaicurus, Parque Municipal, Palco Caetés, Palco Acaiaca Rock, Espaço BH Criativa, Praça Sete (Palco Praça Sete e Espaço Sound System), Arcos do Viaduto e Palco Viaduto (Viaduto de Santa Tereza).

Limpeza

Na limpeza, haverá esquema especial, com instalação de 220 contêineres para o descarte de resíduos comuns em pontos estratégicos da capital. Além disso, seis equipamentos específicos para a eliminação de vidro estarão disponíveis, contribuindo para o aumento da segurança do público. Uma equipe composta por 130 garis vai se dividir em turnos para garantir a limpeza dos espaços antes, durante e após cada evento.

Vizinhos

Foi desenvolvido um mapeamento das áreas de maior impacto devido ao fechamento de vias, ruídos e circulação de pessoas, seguido de visitas para comunicação e alinhamento da rotina da região durante a Virada com moradores e comerciantes. Durante três dias desta semana, cerca de 1 mil imóveis residenciais e comerciais receberam a visita de profissionais de relacionamento com a vizinhança, que entregaram uma carta que detalha o evento, com especial atenção aos horários de fechamento, desvios no transporte coletivo e o mapa de localização das principais atividades da Virada Cultural.

Com informações da PBH

Comentários