Home Colunistas 2019Como ler gratuitamente

Como ler gratuitamente

Se você me perguntar qual é meu tipo preferido de pessoa, vou dizer que é o tipo que enxerga a leitura como uma atividade essencial dos dias. Ler não é só um hobby, não é só uma etapa para a diversão, apesar de ser esse o primeiro passo para buscar a leitura. Ler é mais: é aprender, no sentido mais primitivo de adquirir conhecimento. Principalmente, ler é estocar, por vias legítimas, o repertório para o entendimento.

Qualquer
entendimento. Em qualquer leitura.

Leia mais: Campanha já arrecadou 9 toneladas de alimentos para PPL na pandemia

Quando encontro
alguém que gosta de ler, já identifico, ali, um potencial amigo. Amo me
relacionar com quem lê porque sei que, nessa pessoa, conseguirei encontrar
alento, compreensão e conversa, em doses mais aconchegantes do que geralmente
consigo com pessoas que não leem.

Óbvio que isso não é
ciência exata. É uma coisa da minha cabeça. Tem muita gente que não curte ler
mas é companhia excelente! Eu só consigo identificar melhor as afinidades com
os leitores ávidos como eu.

Entendo, inclusive,
que a literatura é tratada como um luxo das elites. A maior parte das
livrarias, aqui em BH, está nos shoppings. O acesso, inclusive financeiro, não
é dos mais fáceis. Mas, em contrapartida, existem conteúdos de qualidade e
gratuitos na internet.

Leia mais: Ronaldinho fica perto de voltar ao Brasil após decisão no Paraguai

Outro dia, assistindo
a um vídeo de YouTube, fiquei sabendo que o livro Fundamentação da Metafísica
dos Costumes, do filósofo Immanuel Kant, estava gratuito na internet. É de
domínio público. Se você jogar o nome do livro no Google, o primeiro resultado
é a obra toda em PDF. E ela é muito legal. Difícil de ler, mas bem legal.

No site Domínio Público você pode fazer pesquisas para descobrir quais livros estão disponíveis na internet sem ferir as regras de direitos autorais. Esse é o primeiro passo para ler gratuitamente muitos clássicos que, na livraria, podem ser caros.

Leia autores independentes

Há, também, uma possibilidade de ler gratuitamente sem sair de casa: nas plataformas que publicam autores independentes. O Wattpad, por exemplo, é um dos sites mais famosos desse segmento, e já lançou livros que, quando editados, viraram best-seller – como a série After, da escritora Anna Todd.

Ela começou a
publicar os capítulos no Wattpad, ganhou visibilidade e acabou sendo descoberta
por uma editora. Hoje, a série é vendida em várias livrarias e o primeiro filme
baseado nas palavras de Anna foi lançado em 2019.

Até eu publico meu próprio livro no Wattpad. Se você gostar de ler, é gratuito, assim como todos os outros de lá. É só fazer uma conta. E, se você gosta de escrever, também pode fazer isso lá! A plataforma funciona tanto para leitores quanto para autores.

Visite uma biblioteca

Dependendo de onde
você mora, vai precisar gastar com um ônibus, gasolina ou aplicativo de carona
para chegar até uma biblioteca da cidade. BH tem suas próprias biblioteca
públicas, com acesso gratuito, voltadas a adultos, crianças e jovens.

Uma delas fica na
Praça da Liberdade!

Qualquer cidadão pode
ler livros dentro das bibliotecas públicas ou pegar emprestado e levar pra
casa. É preciso, apenas, fazer uma ficha.

A mesma lógica vale
para as bibliotecas de universidades públicas. O acesso à comunidade é
irrestrito.

Encontre a biblioteca
mais próxima de você e a visite. Você certamente irá se apaixonar!

E sabe aquele livro
que você leu e não quer mais? Dá pra doá-los exatamente para essas bibliotecas,
que vão melhorar, com a ajuda dos leitores, o acervo público. Assim, quem
realmente não pode comprar uma obra, ou tem pouco acesso à internet – acredite,
ainda existem brasileiros sem conexão alguma –, pode pegar na mão um livro ao
qual ele jamais teria alcance pelos meios tradicionais.

Ler é um hobby, mas,
também, é uma obrigação de quem quer aprender mais sobre o mundo e a vida. E,
se você não gosta, ou não quer, pelo menos já sabe que falar que ler é caro, apesar
de ser verdade, não é mais um problema.

Lais Menini

Lais Menini

Laís Menini é redatora sênior, com nove anos de experiência na criação de conteúdo para internet. Nas horas vagas, ministra cursos e oficinas de escrita criativa e é blogueirinha de literatura no Literama.

Comentários