Home Notícias BH ‘É o pior momento’, diz presidente da Câmara após cassação de vereador de BH

‘É o pior momento’, diz presidente da Câmara após cassação de vereador de BH

“Ao longo dos anos, é o pior momento”. É assim que a presidente da Câmara Municipal de Belo Horizonte (CMBH), vereadora Nely Aquino (PRTB), avaliou a fase pela qual passa a Casa Legislativa, após a votação que determinou a cassação do mandato do agora ex-vereador Cláudio Duarte (PSL) nesta quinta-feira (1º).

Para a presidente, a cassação de Cláudio “é um momento triste para a Câmara e para BH”. “É traumatizante, não vi felicidade, ninguém queria tomar essa decisão, pois estamos aqui não para julgar e sim cuidar das pessoas”. Na noite dessa quarta-feira (31), Nely, Jair Di Gregório (PP), Elvis Cortes (PHS) e Carlos Henrique (PMN) receberam ameaças para não votar a favor da cassação do mandato de Duarte.

+ Inédito na história da CMBH: Por unanimidade, Cláudio Duarte tem mandato cassado após prisão

Nely recebeu vídeos mostrando pessoas perseguindo seu filho de 6 anos na saída da escola e isso fez com que ela não dormisse na noite passada. “Estou extremamente abalada e vou passar por cima. A segurança do meu filho já era grande e ampliou após terem a ousadia de mandarem esse vídeo com as ameaças. Sou da periferia e essa situação caiu como uma bomba na minha cabeça”, disse.

Nely Aquino disse que Câmara vive pior momento (Karoline Barreto/CMBH)

Pela primeira vez, um vereador de BH teve seu mandato cassado pelo demais colegas e agora Nely espera que a “página seja virada”. “O clima nos últimos dias já vinha pesado, triste. Os vereadores estavam se arrastando, não é nada confortável para ninguém. Espero que a Câmara consiga virar a página, pois a cidade precisa de nós. Ao longo dos anos é o pior momento da Câmara Municipal, na minha opinião”.

Suspeita

Após a votação que cassou o mandato de Cláudio Duarte, Nely e os vereadores ameaçados fizeram um boletim de ocorrências na Casa.

O vídeo que Nely recebeu no celular do esposo foi entregue à Polícia Civil que investigará o caso. A presidente da CMBH suspeita de uma pessoa: “Eu não levanto suspeitas contra o vereador [Cláudio], mas de um assessor da Câmara. Conheci a voz da pessoa, não posso falar 100%, mas é ligado ao gabinete do Cláudio Duarte”.

Enquanto o caso é investigado, Nely destaca que a segurança de seu filho será reforçada e ela deseja não passar por isso novamente.

Vereadora fez boletim de ocorrências após votação (Bernardo Dias/CMBH)
Vitor Fórneas

Vitor Fórneas

Jornalista no Portal Bhaz

Comentários