Home Notícias Política PSDB mineiro protege Aécio, rechaça expulsão e fortalece nome de secretária do Zema para PBH

PSDB mineiro protege Aécio, rechaça expulsão e fortalece nome de secretária do Zema para PBH

Após pressão do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), pela expulsão do ex-governador de Minas e ex-presidente nacional do partido, Aécio Neves, a presidência da sigla no Estado mineiro saiu em defesa do candidato à Presidência derrotado por Dilma Rousseff (PT), em 2014. A direção ainda reforçou o nome da secretária do Governo Zema,
Luisa Barreto, para a disputa da PBH (Prefeitura de Belo Horizonte), em 2020.

As falas ocorreram durante o Encontro Estadual de Gestores Municipais, nesta sexta-feira (9), no Hotel Dayrell, no Centro de Belo Horizonte. Estiveram presentes, além do próprio Aécio, o presidente da sigla em Minas, o deputado federal Paulo Abi-Ackel, e o presidente do PSDB nacional, Bruno Araújo.

Apesar do apoio de Abi-Ackel, Araújo anunciou que o processo que pode resultar na expulsão de Aécio começa a ser analisado pelo Conselho de Ética do PSDB em 10 dias.

“Confio que o partido seguirá o que foi determinado na sua convenção nacional que só prevê punição e sanção após decisão da Justiça. Não há que se falar de expulsão enquanto não tiver decisão”, afirmou o presidente mineiro da legenda.

No último mês, Bruno Covas intensificou a pressão pela expulsão do ex-governador de Minas. “Fica agora para o PSDB nacional: ou eu ou Aécio Neves no partido”, disparou.

‘Agenda do confronto’

Ao chegar no local do encontro do partido, Aécio Neves também repercutiu a possibilidade de uma expulsão. O ex-senador disse que “o Brasil precisa de uma caminho que não seja pelos extremos”. “Percebo ausência no Centro de nova articulação em torno de uma unidade nacional que faça o Brasil voltar a crescer. A agenda do confronto não interessa ao Brasil, nem ao PSDB”.

Perguntado se sairá do PSDB, o deputado federal não respondeu.

Eleições para BH

Visando as eleições para a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), o PSDB trabalha com dois nomes: do deputado federal Eduardo Barbosa e da secretária adjunta da Secretaria de Planejamento (Seplag), Luisa Barreto. Este último ganha favoritismo com o intuito do PSDB nacional em valorizar as mulheres nas eleições de 2020.

Professora Luisa e deputado Eduardo são nomes cotados para disputar a PBH (Guilherme Dardanhan/ALMG + Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

“Fico feliz e satisfeito do PSDB ter nomes novos nesse momento em que se fala de renovação na política”, afirmou Abi-Ackel. O presidente da legenda em Minas, no entanto, esclareceu que “não é momento de tomar decisões”. “Falta um ano para as convenções, mas isso mostra o vigor do partido e temos que incentivas as possibilidades [das candidaturas] de Luisa e Eduardo”, concluiu.

Vitor Fórneas

Vitor Fórneas

Jornalista no Portal Bhaz

Comentários