Home Notícias Esportes Presidente do Galo processa Fred, do Cruzeiro, por danos morais: ‘Honra e dignidade profundamente abaladas’

Presidente do Galo processa Fred, do Cruzeiro, por danos morais: ‘Honra e dignidade profundamente abaladas’

A vida fora de campo do atacante Fred não anda muito boa. Depois de ser processado, ao lado do Cruzeiro, pelo Galo por quebra de contato – o que renderia uma multa de R$ 10 milhões -, o atleta agora é alvo de outra ação judicial. Desta vez, o presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara, acionou a Justiça por danos morais causados pelo goleador.

O presidente alvinegro cobra R$ 100 mil de Fred porque, segundo o próprio, o atacante o “lesou moralmente e teve sua imagem, honra, dignidade e, principalmente, credibilidade profundamente abaladas – publicamente – com grande repercussão na mídia”, por declarações do centroavante no dia 20 de abril, após a final do Campeonato Mineiro. A informação foi publicada inicialmente pelo Globoesporte.com e confirmada pela reportagem. 

Fred deu uma polêmica entrevista logo após o Cruzeiro conquistar o título sobre o Galo e direcionou o seu desabafo ao presidente atleticano. 

“Fiquei olhando lá em cima na arquibancada, procurando o Sette Câmara. Tem todo o desgaste da saída, do jeito que saí escorraçado do Atlético, mas eu caí para cima. Já ouviu esse ditado? Caí para o Cruzeiro. Minha vida está nas mãos de Deus e estou feliz por conquistar pelo terceiro título nesse retorno ao Cruzeiro”, disse Fred na época.

Sérgio Sette Câmara rebateu a fala de Fred, via assessoria de comunicação do Atlético, afirmando que, em vez de ofender o dirigente, deveria pagar a dívida dele com o clube, se referindo aos R$ 10 milhões que ainda estão em disputa nos tribunais. 

O processo movido por Sette Câmara contra Fred tramita na 22ª Vara Cível da Comarca de Belo Horizonte, desde o dia 16 de julho. A juíza Lílian Bastos de Paula, em despacho realizado terça-feira (13), indicou a convocação do jogador do Cruzeiro para “integrar a relação processual”. As duas partes serão intimadas para uma audiência de conciliação.

Comentários