Home Notícias Política #mamata: Esposa de ministro pega carona em voo da FAB e internautas reagem

#mamata: Esposa de ministro pega carona em voo da FAB e internautas reagem

A esposa do ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, pegou carona em avião da FAB (Força Aérea Brasileira) para passar férias em Paris, na França. As informações são da Folha de S. Paulo.

Segundo a reportagem, publicada nesta terça-feira (3) pelo jornal paulista, Maria Eduarda de Seixas Corrêa, que também é diplomata, pegou carona no voo da FAB e ficou em Paris sem nenhuma função oficial, apenas ‘turistando’.

O voo estava agendado para que o ministro participasse do encontro da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) na capital francesa. O evento foi realizado entre 20 e 25 de maio deste ano.

Ainda, de acordo com a Folha, o casal se hospedou no requintado Hotel Bedford, localizado no centro histórico de Paris. No site do estabelecimento, é possível ver que as diárias variam entre 160 euros (R$ 734) a 490 euros (R$ 2.250).

Naquela época, o ministro postou sobre o evento em suas redes sociais.

Ver essa foto no Instagram

Na última semana, estive em Paris, onde participei da Reunião Ministerial do Conselho da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico). De modo claro e oficial, os Estados Unidos 🇺🇸 expressaram seu apoio ao pleito do Brasil de ingressar na OCDE, uma das prioridades do Presidente @jairmessiasbolsonaro . Reuni-me com autoridades de diversos países como Japão 🇯🇵, Reino Unido 🇬🇧, Coréia do Sul 🇰🇷 e Canadá 🇨🇦. O Ministro da Europa e dos Negócios Estrangeiros francês, Jean-Yves Le Drian, também reiterou o apoio da França 🇫🇷 à adesão do Brasil na OCDE, além de discutirmos sobre as negociações do acordo Mercosul-União Europeia 🇪🇺 @itamaratygovbr @planalto #GovernoFederal

Uma publicação compartilhada por Ernesto Araújo (@ernesto.araujo.mre) em

#acabouamamata

A notícia repercutiu nas redes sociais. No Twitter, a hashtag “mamata” permaneceu durante toda a manhã desta terça nos Trending Topics. O termo faz referência ao posicionamento de Bolsonaro, que prometeu, ainda em campanha, “acabar com a mamata” no serviço público.

Bolsonaro chegou a distribuir cartilhas de regras com orientações para que voos oficiais fossem destinados apenas para o ministro e a equipe que o acompanhará no compromisso.

De acordo com o decreto 4.244/2002, que dispõe sobre o transporte aéreo de autoridades em aeronave do Comando da Aeronáutica, o uso dos aviões da FAB é permitido somente para o transporte de vice-presidente, ministros do Estado, chefes dos três Poderes e das Forças Armadas.

Veja parte da repercussão:

Comentários