Home Veículos Acelera aí Confira como foi o teste do VW T-Cross 200TSI

Confira como foi o teste do VW T-Cross 200TSI


Andamos na versão intermediária do utilitário-esportivo compacto da Volkswagen, a Comfortline. O motor 1.0 turbo de três cilindros proporciona um desempenho bem razoável, principalmente quando alimentado por etanol, e trabalha bem sintonizado com o câmbio automático de seis marchas. Destaque também para lista de equipamentos de série, que inclui seis airbags e controle de pressão dos pneus. A oferta de opcionais é ampla, mas a divisão em pacotes limita bastante as escolhas.

Foto: Eduardo Aquio

Começando pelas linhas externas, o T-Cross não tem exatamente um design arrebatador, mas apresenta, antes de tudo, muito equilíbrio entre frente, lateral e traseira, e uma coerência com o DNA estilístico da marca Volkswagen. Na frente, destaque para a grade integrada aos faróis e que, na versão Comfortline, traz traços metálicos; e para a parte de baixo do para-choque na cor preta, onde estão abrigados os faróis de neblina “direcionais”.

Foto: Eduardo Aquino

Rodas diamantadas

Nas laterais, o que mais chama a atenção são as bonitas e esportivas rodas de liga de 17 polegadas, com detalhes diamantados; as coberturas plásticas nas caixas de roda e nas saias, que já se tornaram figurinha repetida em todos os SUV’s e versões aventureiras; e a coluna central na cor preta. Na traseira, o T-Cross tem mais personalidade com as lanternas unidas por uma “barra” na cor escura. Também se destacam a barra cromada na parte de baixo do para-choque e que simula uma saída dupla de escape; e o defletor de ar na cor preta no alto da tampa do porta-malas.

Leia também: Lançamento do VW Jetta GLI

Foto: Eduardo Aquino

Por dentro, o acabamento é de bom nível e ganha um ar sofisticado com a mistura (opcional) das cores cobre (presente de forma abundante no painel, no console central e na forração dos bancos em couro), preto brilhante (que envolve a central multimídia e está presente em detalhes no volante) e cinza escuro.

Foto: Eduardo Aquino

Regulagem lombar

O espaço interno acomoda bem quanto adultos e uma criança. O porta-malas (de 373 litros) não chega a ser destaque, mas a capacidade pode melhorar (para 420 litros) mudando a inclinação do encosto do banco traseiro. Por outro lado, isso reduz um pouco o conforto de quem viaja no banco traseiro. Por falar em conforto, o banco do motorista conta com regulagem lombar, que faz muita diferença principalmente em viagens longas.

Foto: Eduardo Aquino

O pacote de itens de conforto já é bem completo na versão Comfortline, incluindo ar digital e porta-luvas refrigerado. Os itens opcionais são amplos (com seletor de modo de condução, teto solar, iluminação ambiente em LED, entre outros), mas a divisão em pacotes limita a escolha. Já o pacote de segurança inclui seis airbags, controles de tração e estabilidade e fixação de cadeiras infantis.

Leia também: Teste do VW Jetta R-Line

Foto: Eduardo Aquino

Bom fôlego

Ao rodar com o T-Cross 200 TSI Comfortline, nota-se que o motor 1.0 turbo de três cilindros proporciona um bom desempenho, principalmente com etanol. Há um bom torque (leia-se força) disponível em baixas rotações. O nível de consumo é baixo. O câmbio trabalha suave e em boa sintonia com o motor. A suspensão consegue equilibrar bem conforto e estabilidade, mesmo nos pisos mais ruins. A direção poderia ter um pouco mais de “peso” em altas velocidades. Mas, em suma, o SUV é gostoso de dirigir.

Texto: Eduardo Aquino

     

Foto: Eduardo Aquino

Ficha Técnica

Motor – Dianteiro, transversal, três cilindros em linha, 999cm³ de cilindrada, 12V, que gera potências de 116cv (gasolina) e de 128cv (etanol) ambas a 5.500rpm e torque de 20,4kgfm (gasolina/etanol) entre 2.000 e 3.500rpm

Transmissão – Tração dianteira e câmbio automático de seis velocidades

Suspensão – Dianteira, independente, do tipo McPherson; e traseira, com eixo de torção

Direção – Assistência elétrica

Freios – A disco nas quatro rodas, sendo sólidos na dianteira e ventilados na traseira

Dimensões – Comprimento, 4,19m; largura, 1,75m; altura, 1,56m; e entre-eixos, 2,65m

Rodas e pneus – Rodas de liga leve de 17 polegadas, calçadas com pneus 205/55 R17

Porta-malas – 373 litros

Tanque – 50 litros

Peso (em ordem de marcha) – 1.252 quilos

Foto: Eduardo Aquino

Principais equipamentos de série – Airbags frontais, laterais e de cortina; App-Connect, ar-condicionado digital, assistente de partida em rampas, banco do motorista com ajuste lombar, bancos revestidos em tecido, coluna de direção com ajuste de altura e distância, computador de bordo, controles de tração e estabilidade, bloqueio eletrônico do diferencial, câmera de ré, duas saídas USB para o banco traseiro, direção elétrica, luzes diurnas em LED, faróis de neblina com função “cornering Light”, fixação de assento de criança com sistema ISOFIX/Top tether, controle de pressão dos pneus, sistema de frenagem automática pós-colisão, controle automático de velocidade, porta-luvas refrigerado, sensor crepuscular e sensores de estacionamento dianteiros e traseiros.

Opcionais – Pacote Design view (R$ 1.950,00), com aplicações decorativas no painel, bancos e manopla do freio de estacionamento em couro e pacote cromo; Pacote Exclusive & Interactive (R$ 3.950,00), com antena diversity, entrada USB no console central, espelhos retrovisores externos eletricamente ajustáveis e rebatíveis com função tilt-down no lado direito, função ECO, iluminação ambiente em LED, iluminação interna na região dos pés, selector do modo de condução, sistema de navegação, sistema de som touchscreen “Discover media”, chave inteligente e tapetes em carpete; e Pacote Sky view II (R$ 4.800,00), com duas luzes de leitura dianteiras somente (sem luzes de leitura traseiras), espelho retrovisor interno eletrocrômico, sensor de chuva e teto solar panorâmico.

Preços – R$ 99.990. Completo, com todos os opcionais e pintura perolizada, sobe para R$ 112.580.



Acelera Ai

Acelera Ai

Jornalistas Eduardo Aquino e Luís Otávio Pires são os editores do site Acelera Aí e da seção veículos do portal Bhaz

Comentários