Home NotíciasVariedades‘Crime contra a dignidade sexual’: Record TV expulsa participante que assediou ex-BBB na Fazenda

‘Crime contra a dignidade sexual’: Record TV expulsa participante que assediou ex-BBB na Fazenda

Após uma omissão de quase 48 horas, a Record TV divulgou que decidiu expulsar o participante Phellipe Haagensen, depois dele ter dado um beijo, sem consentimento, em outra participante, a ex-BBB Hariany. O anúncio foi na noite desse domingo (29). O apresentador Marcos Mion entrou ao vivo na edição do reality para revelar que o participante não estava mais na sede da Fazenda.

+ Ator beija ex-BBB à força em ‘A Fazenda’ após acumular polêmicas e é alvo de campanha por expulsão: ‘Sinto nojo’

Leia mais: ‘Crescer com fome foi minha maior fonte de vergonha’, diz Viola Davis

+ ‘Assédio não é entretenimento’, pressão da Oi e ação coletiva: Entenda mobilização contra A Fazenda

“Beijo roubado ou forçado, encoxada ou mão boba são considerados crimes contra a dignidade sexual. Pelo regulamento do programa é proibida qualquer ação que coloque em risco a integridade física do participante. A produção deve cumprir o regulamento, mas também as leis. Em razão da situação de inconformismo da Hariany, de se sentir invadida pelo beijo, que de fato aconteceu e foi assumido pelo Phellipe. Com isso, o departamento jurídico da Record TV decidiu que ele deve sair do programa. Diante destes fatos, o Phellipe está expulso e não continua na nossa competição”, disse Marcos Mion.

Leia mais: Burger King dá descontos de até 70% para pedidos na madrugada

O público aguardava, com certa impaciência, a decisão da emissora. Após várias investidas em Hariany e comentários de cunho sexual sobre a jovem, no fim da festa da última sexta-feira (27), Phellipe e ela discutiam, quando o ator avançou sobre a participante e a beijou sem permissão.

Nas redes sociais, o público pedia a expulsão de Phellipe, que era esperada no programa do último sábado. Mas a emissora apenas retransmitiu as imagens da festa e o apresentador informou, em texto gravado, que a decisão seria anunciada no dia seguinte, no programa de domingo.

Internautas cobraram da Record TV, do próprio Marcos Mion e até da Oi, anunciante do programa, uma decisão mais rápida.

Mion se justificou, por meio de seu perfil no Twitter, dizendo que a decisão cabia à emissora. A Oi cobrou da Record uma apuração rigorosa e medidas sobre o caso.

Comentários