Home Notícias Minas Gerais Igreja tombada em Diamantina é destruída por incêndio de grandes proporções

Igreja tombada em Diamantina é destruída por incêndio de grandes proporções

Uma igreja tombada na cidade histórica de Diamantina, na região Central de Minas Gerais, é consumida por um incêndio de grandes proporções na tarde desta sexta-feira (4). Ao todo, três viaturas dos bombeiros se mobilizam para controlar as chamas.

“Uma equipe de nove bombeiros militares em três viaturas, apoiados por um caminhão pipa da Copasa, combateram incansavelmente as chamas, no momento ainda estão efetuando o rescaldo na capela”, afirma, por nota, o Corpo de Bombeiros mineiro.

Segundo os militares, “o incêndio consumiu toda a estrutura da capela, ficando as paredes em ruínas sem desmoronar, sendo necessário interdição total do local, uma vez que a qualquer momento poderá desabar o restante da estrutura”. Polícia Militar, Polícia Civil, Defesa Civil o caminhão pipa da Copasa foram mobilizados.

Assista a outro vídeo aqui.

Segundo a corporação, o fogo na igreja Santa Rita começou por volta das 15h40. Os militares afirmam que “não há relato de vítimas”.

Segundo a prefeitura de Diamantina, a construção localizada no distrito de Sopa foi tombada pelo município em abril de 2003 – inscrição no Livro de Tombo 01/2013. Por isso, o Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) foi acionado.

Diamantina, a cerca de 300 km de Belo Horizonte, é conhecida por seu vasto patrimônio arquitetônico, cultural e natural rico e preservado. “Em 1938, o conjunto arquitetônico do Centro Histórico da cidade foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, e, no final da década de 90, veio o reconhecimento mundial: Diamantina recebe da Unesco o título de Patrimônio Cultural da Humanidade”, diz o site da prefeitura.

Comentários